Você já sabe o que é Automação de Marketing?

Gabriel Motta
Gabriel Motta - 16 de Março de 2017

Muito comentado em sites, portais e blogs da área, a Automação de Marketing virou objeto de desejo por empresas de todos os setores e portes. Mas será que é para isso tudo mesmo? Automatizar os processos de marketing é realmente tão compensador assim? Neste artigo nos aprofundaremos no tema e entenderemos o porquê ele é tão importante.

O conceito de Automação de Marketing

A Automação de Marketing é um processo tecnológico que dá suporte ao setor de marketing para automatizar tarefas de criação, execução, gestão, relacionamento e monitoramento de estratégias.

É uma forma de simplificar as tarefas manuais mais pesadas, complexas e chatas do marketing, como: criar landing pages, fazer e-mail marketing, enviar pesquisas de mercado, gerenciar fluxos de nutrição, analisar os estágios dos leads, produzir relatórios e outros trabalhos.

A inteligência humana não é descartada, o papel do profissional de marketing é de configurar e prover às ferramentas de automação: parâmetros, diretrizes e conteúdos. No mais, a máquina é que toma conta de todo o processo.

Os benefícios da Automação de Marketing

Só de saber que muitos processos técnicos, demorados e suscetíveis a erros manuais podem se tornar automáticos, você já deve imaginar as inúmeras vantagens, não é verdade? Por isso, preparamos uma lista com 6 motivos para convencer qualquer gestor que é um investimento que vale a pena. Confira:

Economia de tempo

Esse talvez seja o benefício mais evidente. Os profissionais de marketing envolvidos nas estratégias podem se dedicar mais ao planejamento das ações e a análise dos resultados.

Por exemplo, com a nutrição de leads feita de forma automática, o time de marketing tem o trabalho apenas de configurar os caminhos que cada lead terá, de acordo com as interações feitas. Por exemplo, um visitante se cadastra no site, logo em seguida a ferramenta dispara uma mensagem de boas-vindas no e-mail cadastrado e um conteúdo mais aprofundado dois dias depois.

Leads mais bem preparados

Ter que lidar com muitos leads e em diferentes estágios no funil pode confundir e atrapalhar o trabalho manual baseado em planilhas e anotações. Esqueça isso, com a automação, você pode programar as ferramentas para entender exatamente o nível de conhecimento e envolvimento de cada lead em seu fluxo de nutrição, não importa quantos você tenha em sua base. A facilidade é a mesma para quem envia conteúdos para 10, 100, 1.000 ou 50.000 contatos.

Vale lembrar que quanto mais caminhos forem criados, mais segmentada a sua lista precisa ser. Assim, os seus leads têm mais chances de receberem conteúdos personalizados, alinhados com seus interesses, e maiores serão as oportunidades de um negócio ser fechado.

Leads mais qualificados para os vendedores

Um potencial cliente, que é devidamente educado e envolvido com as soluções da empresa, tende a facilitar a vida dos vendedores. Conduzir uma negociação sabendo de todas as interações que o lead fez e quais materiais ele pode ter consumido é mais simples, rápido e tem maiores chances de ser positiva.

Leads bem nutridos resultam em um aumento nas vendas e nas receitas. Por exemplo, se você oferece um produto igual ao do concorrente, mas com um preço 20% maior, o possível cliente pagará se ele for educado naquele assunto por você, preparado para usar os produtos e serviços e reconhecer que esse investimento será necessário para solucionar os problemas dele.

Dados mais controlados

Uma das funcionalidades básicas das ferramentas de Automação de Marketing é a produção de relatórios. São dados analíticos sobre tráfego, origem dos leads, interação dos mesmos com os e-mails, desempenho de diferentes campanhas, erros de SEO no site e muito mais.

Esses softwares compilam as principais informações em um único espaço, centralizando a exibição e análise de dados estratégicos para otimização de campanhas e criação de novas ações.

Custos de aquisição reduzidos

A automação permite que os leads possam receber os conteúdos certos, nos momentos certos, como já vimos antes. Isso faz com que o lead avance a cada estágio do funil de vendas mais rapidamente, conhecendo melhor o mercado, reconhecendo os valores da empresa e da oferta, considerando aquela como a melhor opção para resolver o problema dele.

Assim, quando o lead não possui nenhuma objeção para realizar a compra, o processo de venda se torna mais acelerado, inclusive as negociações. Com isso, os custos de aquisição de cliente (CAC) são reduzidos naturalmente. Se considerarmos a economia no tempo de serviço dos profissionais de marketing, a redução fica ainda maior.

Só para ter uma ideia, dados da Nucleus Research mostram que a automação aumenta a produtividade de vendas em 14,5% e reduz os gastos gerais com marketing em 12,2%.

CRM integrado

Antes de prosseguir, vale ressaltar que algumas ferramentas de automação já vêm com seus próprios CRMs. Essa integração é fundamental para formar uma base de dados sobre os leads, os leads qualificados e os clientes da empresa.

Ter essas informações é importante para saber o estágio que os contatos se encontram e, assim, direcionar ações e conteúdos personalizados para eles. Por exemplo, a sua base tem o lead Carlos, que abriu mais de 90% dos e-mails recebidos pela sua empresa, baixou 8 e-books e já entrou utilizou uma versão demo do seu serviço. Ele pode estar apenas esperando um contato mais objetivo da sua equipe de vendas.

Nesse caso, a automação trabalhou enviando os dados de interação do lead Carlos para a base de dados do CRM, permitindo que uma nova negociação, com boas chances de venda, pudesse ser aberta.

Qualquer empresa pode usar

Independentemente do tamanho do negócio, a automação é fundamental. Nas micro, pequenas e médias empresas, onde pode não haver um setor de marketing grande e altamente estruturado, esse suporte permite a formação de uma equipe mais enxuta, onde poucos profissionais da área lidam com todo o processo.

Além do mais, o pequeno empreendedor pode optar por trabalhar com ferramentas de automação que atendem a um único propósito, como fazer disparo de e-mails, por exemplo. Esses softwares são mais em conta em relação aos que oferecem pacotes completos de automação.

As principais ferramentas de Automação de Marketing

Já que tocamos no assunto, vamos listar alguma das empresas que disponibilizam ferramentas e softwares de automação. Veja a seguir:

  • Hubspot e RD Station: No mercado brasileiro são as duas soluções mais conhecidas e que trabalham com uma plataforma completa de automação, que vai desde a criação de landing pages até a integração com sistemas CRMs próprios. Em nosso blog temos um post com um comparativo entre essas duas opções e mostrando qual a melhor.
  • MailChimp: Uma das ferramentas de automação de envio de e-mails e campanhas de e-mail marketing mais usadas no mundo. Para quem tem uma lista de até 2.000 contatos e dispara até 12.000 mensagens por mês as mensalidades são gratuitas.
  • Sales Autopilot: É uma ferramenta com várias funções automatizáveis, como vendas para e-commerce, e-mail marketing, integração com CRM e ERP e gerenciamento de programas de afiliados por planos que podem começar do zero.

Agora podemos responder a pergunta da introdução deste artigo: automatizar o marketing é compensador sim, pois qualquer investimento visando crescimento escalável e redução de trabalho manual vale a pena. Soma-se a isso a possibilidade de gerar mais vendas e receitas a um custo de aquisição menor. Portanto, é compreensível que a automação seja um processo tão desejado pelo mercado.

Agora que você já sabe o que é Automação de Marketing, nos conte se a sua empresa já usa essas ferramentas ou pretende utilizar alguma plataforma deste tipo? Qual benefício mais lhe chamou a atenção? Compartilhe sua opinião nos comentários.