UX Design: o que é e como implementar em sua empresa

Avatar Autor
Publicado por Laísa Andrade em 22 de dezembro de 2021

Head de design e desenvolvimento na INGAGE, Laísa é responsável por ajudar os times de criação e desenvolvimento a executarem com excelência os produtos oferecidos pela agência, unindo técnica, design, estratégia e performance.

O termo UX Design, abreviação utilizada para User Experience Design que, em tradução livre significa Design de Experiência do Usuário, foi cunhado em 1990 por Donald Norman. À época Vice-Presidente do Advanced Technology Group da Apple, ele era considerado um dos maiores gurus do Design.

Embora tenha mais de 30 anos, essa sigla ficou mais conhecida com os avanços tecnológicos. Ela diz respeito a uma atividade que visa garantir uma melhor experiência para o usuário em produtos ou serviços. Para isso, utiliza um design responsivo, intuitivo e organizado.

Neste artigo, vamos mostrar as principais vantagens que a implantação do UX Design oferece às empresas, quais são os seus elementos essenciais e como medir os seus resultados. Boa leitura!

Quais são as vantagens de integrar o UX Design na empresa?

São diversas as vantagens de integrar o conceito UX Design na empresa, já que isso envolve a priorização da experiência do usuário. Veja, a seguir, alguns dos principais benefícios.

Mais tráfego

Um site bem elaborado, bonito, fácil de navegar e rápido são fatores que contribuem fortemente para atrair visitantes, além de proporcionar uma baixa taxa de rejeição baixa. Isso porque, um site responsivo dificilmente decepcionará o usuário logo nos primeiros momentos de acesso.

Além disso, pode gerar mais recomendações, já que incentiva as pessoas a falarem sobre o serviço a amigos e familiares. Nesse sentido, o marketing informal pode impactar muito mais do que um anúncio pago.

Mais conversões

Quando o consumidor não encontra obstáculos no sistema de navegação, as possibilidades de concluir uma ação são muito maiores, tanto para fechar uma compra quanto para preencher formulários, de maneira prática e rápida.

Fidelidade

O cliente que consegue ter uma boa experiência no site sempre voltará, já que os consumidores buscam sites fáceis de entender, preencher dados e localizar produtos. Assim, quando encontram praticidade, facilidades e agilidade, tendem a retornar. Para ajudar nesse sentido, o designer pode elaborar uma jornada do cliente que poderá ser mapeada pelo site ou aplicativo móvel.

Menos gastos

Quanto mais funcional for o seu site, menos você precisará gastar com manutenções e melhorias. Além disso, quando as páginas online conseguem entregar tudo que o consumidor necessita, em um só lugar, não há necessidade de contratar funcionários para determinadas tarefas, que muitas vezes exigem retrabalhos.

Quais são os elementos fundamentais do UX Design?

Há 5 elementos que são considerados os pilares do UX Design e que devem ser objetos de maior atenção para proporcionar uma excelente experiência ao usuário, conforme comentamos a seguir.

Carregamento

Quando a velocidade do carregamento é lenta, os usuários desistem e não voltam mais. Segundo dados do Google, 53% dos usuários de mobile abandonam um site quando ele demora até 3 segundos para carregar.

SEO

SEO (Search Engine Optimization), que em tradução livre significa Otimização para Mecanismos de Busca, é um conjunto de técnicas utilizadas em sites para que as páginas sejam encontradas mais facilmente por buscadores, como o Google.

O principal objetivo de muitos sites é alcançar o topo de pesquisas e isso é conseguido com aplicação de estratégias de SEO. Isso porque, estar entre os primeiros colocados nos resultados de buscas pode gerar muito tráfego, além de engajamento e conversão.

vetores indicando os pilares do ux design

Conteúdo

De nada adianta uma navegação rápida, com um layout bonito se o conteúdo não acrescenta valor aos usuários. Para isso, é fundamental investir em artigos que respondem às dores da sua persona. Por esse motivo, o conteúdo é um dos principais elementos do UX Design e deve ser priorizado na experiência do usuário.

Design

O design é a parte visual do trabalho e desempenha um papel essencial no UX Design. Ele se refere a tudo aquilo que o usuário enxerga, como as cores, imagens e outros elementos. Por isso, é essencial a empresa poder contar com o serviços de um Designer de User Interface (UI Designer), ou o designer digital como é chamado aqui no Brasil.

É fácil entender a sua importância quando imaginamos um site carregado de elementos visuais, com a chamada “poluição visual”. Nesse caso temos dificuldade de encontrar a informação que precisamos e logo nos cansamos da experiência e abandonamos a página.

Por outro lado, a ausência de tais elementos também pode atrapalhar a experiência. Nesse sentido, é preciso conferir equilíbrio por meio de um layout bem elaborado, atrativo e agradável ao olhar do usuário, a fim de despertar emoções positivas.

Adaptação

Para que as empresas consigam garantir atração e engajamento de consumidores, os seus sites precisam ser adaptáveis a todos os dispositivos. Um dos princípios essenciais do UX Design é exatamente a responsividade das páginas online para viabilizar a navegação por diferentes meios.

Como medir os resultados do UX?

No mundo corporativo é comum a preocupação quanto ao ROI (retorno sobre o investimento) de UX Design. Mas conseguir acompanhar em detalhes, nem sempre é fácil. A primeira providência deve ser no sentido de implantar uma cultura de olhar para os dados da empresa.

Para isso, é aconselhável começar com a definição sobre quais métricas do produto ou serviço se relacionam com a experiência do usuário. A partir disso é possível ter mais clareza dos resultados das ações. Isso inclui a mudança das cores dos botões, copies, fotos, ordem de elementos etc. — tudo realizado com base em testes A/B e embasamento por dados.

Nesse sentido, para acompanhar os resultados de UX é aconselhável começar pelas métricas mais simples. Veja, a seguir, alguns exemplos relacionados à experiência do usuário e que que podem ser medidas facilmente por meio da metodologia que envolve o “antes x depois” da intervenção do UX:

  • churn — abandono do produto;
  • horas de treinamento;
  • NPS (Net Promoter Score) — avaliação de satisfação;
  • quantidade de chamados no suporte;
  • quantidade de cliques;
  • SUS (System Usability Scale) — escala de usabilidade;
  • taxa de conversão pós trial;
  • taxa de erro
  • tempo de realização de tarefas;
  • variedade do uso de funcionalidades.

Conforme comentamos ao longo deste artigo o UX Design é fundamental para a atração e fidelização de clientes, pois se relaciona diretamente à experiência do consumidor em relação aos produtos ou serviços de uma empresa. Dessa forma, é importante entender como usar os fundamentos do design para aumentar a taxa de conversão.

Essas informações foram úteis? Quer aprofundar seus conhecimentos? Então não deixe de conferir nosso conteúdo sobre como aumentar a taxa de conversão aplicando os fundamentos do design!

Mini Logo Ingage

Agência referência
de marketing digital

Somos especialistas em trabalhar com empresas de vendas complexas B2B.

Conheça a Ingage
Mini Logo Ingage

Receba uma
proposta comercial

Soluções personalizadas com foco no relacionamento e retorno financeiro para nossos clientes.

Fale com um consultor
Personagem Newsletter

Gostou do texto?

Não perca o nosso próximo artigo! Inscreva-se em nossa newsletter.

Obrigado por se inscrever!