Por que criar Instagram para a sua empresa?

Ingage
Ingage - 8 de Março de 2018

Há vários motivos para ficar ativo no Instagram. Um deles é o de ser a segunda rede social mais usada nas estratégias digitais das empresas brasileiras, de acordo com a Social Media Trends 2018. O percentual de adesão chega a 80,2% – um aumento de quase 20% em comparação com a edição anterior. A segunda razão é ter sido considerada, entre as demais redes sociais, como a de maior impacto no marketing online das organizações, tendo superado o Facebook na mesma pesquisa.

Será que existem mais motivações? Descubra a resposta, além de dicas para criar o próprio Instagram da sua empresa!

O sucesso do Instagram

Diariamente, o aplicativo promove a comunicação de 250 milhões de usuários pelo mundo somente com o stories. Somado ao recurso de vídeo ao vivo, eles são os grandes responsáveis pela popularização e bons resultados de engajamento, conforme dados da Digital In 2018.

Isso se deve também pelos formatos de destaque da plataforma estarem alinhados com as tendências do setor. Na presença online das corporações nacionais (em todas as mídias), o principal recurso usado são as imagens e gifs – utilizados por 79,9% delas -, enquanto os vídeos vêm em segundo, com adesão de 49,9%. Ambos os meios de mensagem (imagem e vídeo) são a base da interação ao se criar um Instagram!

Outro ponto certeiro é o mobile. O aplicativo sempre esteve focado em dispositivos móveis e acertou em cheio, pois esses aparelhos já representam 52% da navegação mundial na internet e 62% da navegação dos brasileiros.

Público do Instagram

O Instagram atinge várias faixas etárias, mas possui destaque para algumas gerações dentro da plataforma. A maioria dos perfis é de pessoas entre 18 e 24 anos (31%) e dos 25 aos 34 anos (30%). Do universo de 800 milhões de usuários, 51% são mulheres, mostrando que os homens (49%) também têm um alto nível de interesse em criar um Instagram, dada a baixa diferença (2%).

Instagrammers brasileiros

Em solo tupiniquim o Instagram também reina. O Brasil é o segundo país com maior número de Instagrammers (57 milhões), superado apenas pelos EUA (110 milhões).

Outra estatística favorável: a segunda maior taxa mundial de utilização de redes sociais também acontece em área verde e amarela. São investidas pelos brasileiros, em média, 3h39 por dia vendo fotos, vídeos, fazendo comentários e postando em diferentes mídias.

Isso em um cenário de 122 milhões de brasileiros ativos nas redes sociais. Uma grande oportunidade que não deve ser desperdiçada. Ao contrário, deve ser parte do plano de marketing e do calendário editorial da sua empresa, já que esta é a rede social que mais cresce desde 2014.

Benefícios do Instagram for Business

Dentro do modo profissional da rede social, há funcionalidades não disponíveis para usuários comuns. Tais recursos são importantes para que a empresa consiga gerir a sua estratégia.

Ou seja, por meio da ferramenta é possível acompanhar o desempenho das postagens, além de ser possível anunciar, acrescentar links às publicações e no stories promovidos. Caso tenha um e-commerce, há a função de vitrine, em que uma seleção de produtos é divulgada e, ao clicar nela, o cliente é direcionado para a página do produto. Assim, ao criar Instagram para a empresa, a visibilidade da marca e a possibilidade de conseguir mais seguidores são amplamente maiores.

Passos para criar Instagram

Se o seu negócio já possuía conta na rede social antes de ser lançado o modo business, basta ir até o menu Opções (bolinhas no canto superior direito) do perfil e descer até a opção ‘Mudar para perfil comercial’. Os seguidores serão mantidos e as funções comerciais adicionadas.

Caso esteja começando do zero, faça download do aplicativo na loja do seu smartphone e preencha o cadastro. É possível, ainda, que ele seja feito a partir da fanpage do Facebook, por meio de convite da própria rede social que exportará as informações.

Uma vez dentro da plataforma, a foto de perfil tem de ser nítida, preferencialmente do logo da marca. Importante também é o login (@suaempresa), que precisa ser objetivo para que o cliente reconheça a marca rapidamente e possa marcá-la com facilidade em posts e comentários.

Evite números (@suaempresa3455), pois não passam uma imagem profissional. Se houver nomes semelhantes ao da marca, opte por colocar a palavra oficial para diferenciar as contas (@suaempresaoficial).

Ao criar Instagram, o cadastro precisa estar sempre atualizado, pois botões de direcionamento ao número de telefone, e-mail e endereço são destacados nos perfis comerciais. Coloque uma descrição interessante e sucinta e não esqueça do link direcionando para o site (ou para a vitrine mencionada no tópico anterior).

Estratégia de trabalho

Para avaliar se ações estão alcançando os resultados desejados, é preciso definir antes os objetivos de criar Instagram. Seja aumentar a visibilidade da marca, promover a venda de produtos ou gerar audiência para os conteúdos produzidos (blog ou vlog, por exemplo), é necessário estabelecer o que será buscado dentro da mídia, para depois traçar as metas.

No entanto, essas ferramentas de gestão costumam ser negligenciadas. A Social Media Trends 2018 divulgou que, das empresas com estratégia digital definida, apenas 38,5% utilizam calendário editorial.

A importância do planejamento vem de profissionalizar a comunicação, que será alinhada conforme a reação do público para atingir os resultados. Afinal, se a cada dia é postado um tipo de conteúdo sem uma lógica entre eles, será impossível tirar respostas do comportamento dos usuários. Decidido o que deseja ao criar Instagram, a próxima fase é a de como atingir tais objetivos.

Formatos e persona

Que cada meio é diferente um do outro e que há necessidade de adaptação, ainda que alguns conteúdos sejam compartilhados entre as plataformas, já é sabido. No Instagram, a imagem tem o protagonismo por premissa. Somos seres visuais e a rede social apenas potencializa essa característica.

Assim, opte por imagens significativas, comunicativas e de boa qualidade sempre. Isso não quer dizer superproduções, apenas cuidado em ser profissional, sem exagerar e parecer artificial.

A persona da sua marca precisa ser levada em consideração. Ao criar um Instagram, a empresa deve explorar as preferências e formatos mais assimilados pela persona. Além de fazer testes e educar a audiência com os demais recursos possíveis da rede social, a fim de inovar e crescer na rede.

Gere buzz e ganhe audiência

Algumas dicas podem ser seguidas para serem trabalhadas nos conteúdos publicados. Uma delas é o fato de as pessoas gostarem de história.

No contexto das marcas, isso significa humanizar a comunicação, o que pode ser feito por meio de depoimentos de clientes ou iniciativas espontâneas de uso do produto ou serviço. Trabalhar com informações de interesse dos clientes (não esquecendo que é uma plataforma visual e não textual), fazer questionamentos que remetem à nostalgia e cotidiano deles também gera empatia.

Outra iniciativa para promover a página é realizar sorteios e disponibilizar benefícios (como códigos e cupons) para os seguidores, além de convidar pessoas conhecidas do universo do produto ou serviço para realizar postagens no perfil como convidado. O mesmo vale para a sua empresa: fazer parcerias e desenvolver publicações em outros perfis, pois dessa forma, consegue-se acesso a todo um público já cativado, com o benefício de ter sido chamado para tal ação com maior facilidade de aceitação por parte da nova audiência.

O livro Contágio, de Jonah Berger, traz dicas de como fazer o marketing se infiltrar entre as pessoas. São 6 fundamentos – Moeda Social, Valor Prático, Emoção, Gatilhos, Público e Histórias – que podem te ajudar ao criar Instagram.

Hashtagh

As hashtags (#) são um mecanismo para fazer as pessoas encontrarem conteúdos que possuem interesse. Uma ação bacana é ter uma hashtag própria para a sua marca ou campanha, a fim de gerar maior reconhecimento ao criar Instagram. Assim, as hashtags serão colocadas no final da legenda conforme o assunto da publicação.

Final! #Nada #de #fazer #uma #descrição #assim.

Legenda é uma recurso, hashtag é outro. É importante usar somente as que realmente têm ligação com o que está publicando, pois ao errar na dose, em vez de gerar audiência, pode-se atrair público diferente do esperado.

Stories

Por sua vez, o stories é a funcionalidade que mais tem tido atualizações com incrementos e melhorias. Recentemente, foi adicionada a possibilidade de postar frases sem foto ou vídeo de fundo, além de novas fontes.

Utilizado para declarações descontraídas e espontâneas, é um recurso com característica de imediatismo, bem como traz a sensação de proximidade com o público, devido à interação simultânea durante as transmissões ao vivo. Ele pode ser usado como meio de não poluir a timeline dos usuários (quando o volume de conteúdo for grande). O stories é acessado apenas quando clicado, tendo o benefício de estar em destaque, visto que aparece no topo da página, chamando a atenção.

Ao criar Instagram, você verá que há variações do stories: modo fixo (anexado ao perfil) e o temporário (exibido por 24h e colocado no topo da página). A diferença é o quão efêmero é o conteúdo. Se o tema justificar uma exposição contínua (um tutorial em fotos ou vídeos, por exemplo), mantenha-o.

Mas não confunda a postagem com mais este recurso permanente, pois eles têm características diferentes. É preciso considerar que o stories fixo ficará em destaque no perfil, localizado abaixo da descrição (diferentemente das postagens que seguem ordem cronológica), bem como a visualização dele é limitada (pela duração de cada frame), mas tem melhor visualização (tela inteira).

Anúncios no Instagram

Há previsão de crescimento nos investimentos em anúncios no Instagram. O índice de 36,5% de 2017 cresceu e atingiu 58% das empresas brasileiras que trabalham marketing digital e fazem publicidade no aplicativo, como afirma a Social Media Trends 2018. O que é confirmado pelas previsões mundiais, já que The CMO Survey prevê que o investimento no marketing digital aumentará em 13%, enquanto o marketing offline sofre uma retração de -0,2% até agosto deste ano.

Entre as opções existentes para anúncios ao criar Instagram, estão os formatos de vídeo, foto, carrossel de imagens (até 10 imagens e/ou vídeos em uma mesma postagem) e stories, contando com o benefício de inserir links. Mas para veicular, é obrigatório ter página no Facebook, devido à ferramenta de desenvolvimento e acompanhamento do anúncio ser a mesma. Nela, é possível definir vários pormenores, que vão dos interesses do público pretendido às características demográficas dos mesmos. Além de definições do que será publicado e o orçamento a ser trabalhado. Essas escolhas podem ser feitas a partir do botão Promover – localizado abaixo de publicações já postadas – ou antecipadamente pelo Gerenciador de Anúncios, Power Editor ou softwares compatíveis de gestão.

Acompanhe as métricas

Ao criar Instagram comercial, é possível ter acesso ao painel de Informações, no qual os dados orgânicos (sem investimento de dinheiro) podem ser observados. Ele pode ser acessado a partir do ícone em formato de gráfico, localizado no canto superior direito do perfil.

Informações relevantes sobre impressões (quantidade de vezes que publicações foram vistas), alcance (número de perfis que visualizaram qualquer um dos posts), visualização do perfil, além de informações sobre seguidores (dados demográficos e tempo médio que passam no aplicativo), as publicações mais populares e desempenho do stories. Com relação aos dados detalhados do desempenho dos anúncios realizados no Instagram, apesar de não tão fáceis de acessar, eles existem!

Estão no Gerenciador de Anúncios para serem consultados. Lá, é possível acompanhar o alcance das publicações anunciadas e os índices de cada uma das campanhas como, por exemplo, as taxas de envolvimento e aumento de seguidores.

Perspectivas financeiras, como a taxa de custo por resultado e o total de investimentos, constam neste painel, além de opções de personalização das colunas para análise. Todas essas informações são importantes e deverão ter sua atenção de acordo com as ações que têm realizado ao criar Instagram.

Gostou do conteúdo mas tem dúvidas para colocá-lo em prática? Baixe nosso conteúdo de Checklists que te ajudará a não esquecer nenhum detalhe do seu Marketing Digital!