Organize sua estratégia com um plano de marketing para sua empresa

Lucas Bessa
Lucas Bessa - 11 de junho de 2019

Assim como você passou por etapas teóricas, antes da implementação de qualquer objetivo — inclusive, o de abrir uma empresa —, o plano de marketing tem que fazer parte da estrutura de estratégias focadas na atração, no bom relacionamento e na fidelização de clientes.

E sabe por quê? Sem o planejamento estratégico de marketing, como a sua marca vai saber com quem deve abordar e interagir? Como, por exemplo, efetuar uma boa campanha de marketing e criar uma ótima experiência para o cliente se o perfil do seu público-alvo sequer foi mapeado?

Por isso, é fundamental ter o plano de marketing desenhado, na estrutura da sua organização, a fim de otimizar mais e mais as suas ações nesse sentido. E, ao longo deste post, vamos entender como fazê-lo, na prática, para você não perder tempo nas estratégias de marketing. Confira!

O que é o plano de marketing?

Esse tipo de documento permite que a sua empresa entenda, exatamente, o que busca com as suas estratégias de marketing — e como vai ser trilhado o percurso até a realização dos seus objetivos.

Em resumo, trata-se de um amplo mapeamento do mercado, o seu público-alvo e o posicionamento da organização ao redor desses elementos.

Por si, essa conceitualização já oferece um alento aos empreendedores. Afinal, o plano de marketing vai permitir que as ações sejam definidas sem palpites ou apostas e, sim, em certezas.

​​​​​​​Quais são os seus benefícios?

Quando se tem um ponto referencial, a tomada de decisão é mais ágil e assertiva, assim como a sua empresa consegue otimizar ao máximo o uso de recursos (não apenas o investimento, mas o tempo de trabalho da sua equipe).

Isso porque é preferível ter um norte, para guiar-se ao longo da jornada, do que apontar a esmo, e, uma direção qualquer, torcendo para que seja uma boa escolha. E é isso que faz o plano de marketing: norteia.

O que não significa que a sua empresa não vai mudar os rumos ou, até mesmo, tomar decisões equivocadas. Apenas, que você e a sua equipe terão, à disposição, questões mais pertinentes para todas as decisões relativas às campanhas de marketing.

Com isso, podemos destacar alguns dos principais benefícios dessa ferramenta:

  • qualificação da sua gestão em marketing;
  • redução de custos;
  • minimização de erros na tomada de decisão;
  • maior domínio sobre o momento do mercado e a movimentação da concorrência, gerando insights.

Vale, portanto, compreender o conceito do plano de marketing para usá-lo estrategicamente em benefício do desenvolvimento da sua marca!

​​​​​​​Qual é a relação com o planejamento estratégico de marketing?

Dentro do plano de marketing, é importante desenhar o seu planejamento estratégico. Ou seja: o mapeamento de suas ações para alcançar um objetivo específico.

Afinal, dentro do marketing, você pode ter como principal meta a atração de novos clientes, a fidelização dos mesmos ou, quem sabe, a ampliação de sua presença digital, gerando autoridade à sua marca.

Portanto, com o planejamento estratégico de marketing, você consegue definir com clareza o seu plano. Isso porque ele é composto pelas seguintes etapas:

  • os pilares institucionais da sua empresa (missão, visão e valores);
  • um estudo de mercado;
  • definição de metas.

Portanto, essa etapa é, exclusivamente, a introdução de tudo o que vai compor o seu plano de marketing — que, por sua vez, também deve ser pensado com base na análise da concorrência e da percepção de uma proposta de valor que você pode agregar ao seu público-alvo.

​​​​​​​Como implementar o plano de marketing na empresa?

plano de marketing

Agora que já entendemos o básico do plano de marketing, vamos descobrir como colocá-lo em ação?

​​​​​​​Tenha os seus objetivos esclarecidos

Anteriormente, falamos a respeito disso porque não há plano de marketing sem que você saiba, antecipadamente, onde chegar com as suas técnicas e tecnologias empregadas.

Pense, então, se o objetivo é o aumento de vendas, o reconhecimento de sua marca no mercado, a ampliação online do seu negócio ou a manutenção do bom relacionamento com o consumidor. A partir daí, fica mais fácil esboçar o melhor plano de ação.

​​​​​​​Conheça o perfil do seu público-alvo

Em seguida, é hora de saber com quem você vai — e deve — dialogar para gerar mais impacto com as suas estratégias. Sem a definição e o devido conhecimento do seu público-alvo, as suas ações encontram mais obstáculos até alcançar o consumidor e clientes em potencial.

Especialmente, para quem faz uso do marketing digital, cujo conceito pauta-se no envio da mensagem certa, para a pessoa certa, no momento certo. Nesse aspecto, você está criando uma persona — uma verdadeira personificação desse perfil, a fim de entender:

  • sua faixa etária;
  • a faixa de salário média;
  • seus valores e medos;
  • seu objetivo primário;
  • suas frustrações;
  • os meios que a sua empresa pode oferecer para resolver esses problemas;
  • os tipos de conteúdo que consomem;
  • as redes sociais utilizadas.

Entre outros dados que facilitem o esboço do perfil (como gênero, idade e um nome fictício) para que o seu setor de marketing tenha em mente, constantemente, a pessoa com a qual eles estão se relacionando.

​​​​​​​A jornada de compra

Aqui, o seu plano de marketing vai definir todo o percurso que o seu consumidor percorre desde o momento em que está em busca da solução de um problema ainda não inteiramente diagnosticado, até a sua tomada de decisão pela melhor solução — no caso, os seus produtos ou serviços.

No livro de Philip Kotler, Marketing 4.0, essa jornada de compra se fragmenta em diferentes etapas:

  • aware (atenção);
  • apelo (apelar);
  • ask (perguntar);
  • act (ação);
  • advocate (advogar).

E cada um desses momentos tem tudo a ver com o seu plano de marketing. Afinal, é a partir disso que você define as melhores estratégias para que, onde quer que um usuário se encontre em sua própria jornada, sua empresa tenha os meios para alcançá-lo e impactá-lo.

​​​​​​​Mix de marketing

Hora de definir alguns dos Ps comuns ao marketing. No caso de empresas que lidam com produtos, exclusivamente, estamos falando de:

  • produto;
  • preço;
  • promoção;
  • praça.

Marcas que lidam com serviços ainda contam com outros 3Ps: pessoas, processos e prova física, que são os elementos que vão ajudar a responder às perguntas levantadas pela sua persona.

Com isso, portanto, o seu plano de marketing começa a entender quais problemas ela pode solucionar e quais são os meios para efetuar uma ação rápida, precisa e impactante.

​​​​​​​Como colocar em prática um plano de ação?

Por fim, o seu plano de marketing precisa ser colocado em prática. Sair do papel, portanto. E, para isso, é fundamental conhecer as principais técnicas de marketing, atualmente, e o quanto elas estão alinhadas ao perfil do seu público-alvo.

Um exemplo: o blog corporativo é uma das principais estratégias para responder as dúvidas levantadas pela sua audiência em potencial nos mecanismos de busca online, como o Google.

Só que ele não é o único instrumento de marketing relevante para a efetivação do seu plano de marketing. Abaixo, destacamos outros elementos:

  • redes sociais;
  • e-mail marketing;
  • materiais ricos para conversão, como webinars, e-books e landing pages.

A automação de marketing é um ponto que vale ser mencionado, aqui, já que ele facilita a elaboração de ações com mais rapidez, eficácia e, principalmente, com mais controle de suas performances — como veremos logo a seguir.

​​​​​​​Qual é a importância da definição de métricas?

Para encerrarmos este artigo sobre o plano de marketing, temos que falar a respeito de duas coisas elementares: o orçamento e a importância da definição (e o monitoramento) de métricas.

O primeiro aspecto é determinante para que a sua equipe entenda o quanto pode investir em tecnologias e ações para otimizar a performance das campanhas. Sem isso, sua empresa pode obter um ROI abaixo do esperado ou, ainda pior, acumular prejuízos sem obter os resultados esperados.

Por sua vez, a definição de métricas ajuda a valorizar ainda mais o ROI. Isso porque as atuais tecnologias contribuem com a facilidade em monitorar a performance de cada ação planejada.

Como resultado direto disso, pode-se ajustar eventuais campanhas que não estejam acumulando bons resultados, assim como a compreensão de quais ações surtem o melhor efeito em sua audiência, entre outros pontos valiosos para o planejamento de futuras estratégias.

​​​​​​​Qual é o próximo passo?

E então, deu para entender o impacto do plano de marketing, na condução dos seus objetivos, e a importância do planejamento estratégico de marketing para desenhar toda a sua campanha?

Se você deseja colocar imediatamente esse planejamento em ação, fique agora com o nosso convite para baixar, gratuitamente, esse modelo de planejamento de marketing digital! Assim, você vai ter em mãos um auxiliar de peso para consolidar as suas campanhas e tê-las devidamente mapeadas para a sua empresa!

Gostou do texto?

Não perca o nosso próximo artigo! Inscreva-se em nossa newsletter.

Obrigado por se inscrever!