O que é marketing?

Frances Freitas - 17 de março de 2017
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+

É muito comum associarmos o Marketing às estratégias de publicidade e vendas. Mas esse é um conceito muito superficial: para criar planos de ações de Marketing que sejam bem-sucedidos, é necessário saber que a sua definição vai muito além. Independente do ramo da sua empresa, se você deseja aumentar o seu faturamento, conquistar e fidelizar clientes e expandir o seu negócio, tornando-o conceituado no mercado, é fundamental investir em Marketing.

Mas o que é Marketing de fato? Por que é tão importante que ele faça parte do dia a dia da empresa? Continue a leitura que nós lhe explicaremos!

O que é Marketing: o conceito

Traduzido do inglês, “Market” significa “mercado”. Então, Marketing pode ser entendido como “mercadologia”, isso é, um estudo sobre o mercado e seus componentes. Seriam eles o público-alvo, os produtos/serviços prestados, as estratégias de venda e seus objetivos e resultados.

Sabendo disso, podemos aprofundar no assunto: o Marketing não consiste apenas na venda de produtos. Empresas que valorizam o cliente e zelam pela sua satisfação incluem na cultura organizacional uma série de práticas, que visam entregar valor para o consumidor e lhe garantir uma boa experiência de compra. Dessa forma, torna-se possível encantar um consumidor desde o momento em que ele busca satisfazer uma necessidade até o momento de sua fidelização.

A origem e evolução do Marketing

Agora, entraremos na máquina do tempo e traçaremos um pequeno panorama da história do Marketing. É importante saber esse tipo de informação para compreender como ele funciona. Vamos lá?

Os primórdios

Apesar do conceito de Marketing nos remeter à atualidade e às gerações X e Y, a verdade é que o Marketing surgiu há mais de 500 anos, na época em que Gutenberg inventou a prensa tipográfica, em 1450. Foi a partir disso que pôde-se produzir textos impressos — é aí que nascem os anúncios — e distribuí-los a uma grande quantidade de pessoas. Assim, as estratégias de Marketing foram evoluindo, como veremos a seguir.

Jornais e revistas

Muitos anos se passaram até que os primeiros jornais e revistas fossem lançados. Em meados de 1600, no século XVII, as empresas utilizavam o Marketing para publicar seus anúncios e essa prática se dá até hoje. Essa forma de Marketing se chama Outbound e ocorre quando uma corporação tenta vender o seu produto sem antes criar um tipo de vínculo com o cliente.

Pôsteres e outdoors

É fato que a divulgação de produtos e serviços ficou mais fácil graças aos textos impressos. Só havia um problema: como fazer com que eles alcançassem um número massivo de pessoas?

Distribuí-los um a um dava resultado, mas não o bastante. Resolveu-se, então, investir em pôsteres. Assim, todos que passassem pelo lugar onde ele fosse fixado veriam a sua mensagem.

Essa tática ficou tão popular que acabou sendo proibida em Londres, em 1839. É claro que os marketeiros da época não deixaram barato e investiram em uma forma mais eficaz e durável: os outdoors. Afinal, eles alcançam um público maior e podem ser vistos mesmo de longe.

Telefone, TV e rádio

Já entre o século XIX e XX, em 1946 (alguns anos após a sua invenção), os telefones começaram a tomar conta das casas. Sem dúvidas, os profissionais notaram a propensão que essa tendência tinha de ser uma nova forma de Marketing.

Você já deve conhecer bem o telemarketing. Infelizmente, ele é uma das táticas mais controversas do Marketing. Contudo, é utilizado até hoje por algumas empresas, mesmo não sendo tão bem recebido pelo público.

O rádio, a partir dos anos 20, também se tornou popular no Marketing. Isso porque as transmissões eram patrocinadas por anúncios de produtos e serviços.

Por fim, o primeiro anúncio televisivo aconteceu em 1941 e obteve resultados inimagináveis. Ainda hoje, o Marketing aproveita de seu potencial como estratégia de divulgação.

A era digital

Mas a evolução do Marketing não para por aí! As suas estratégias crescem de forma inerente ao progresso da tecnologia.

Logo, pensamos na era digital. Podem chegar, séculos XX e XXI:

Computadores, internet e celulares

Em 1981, a Apple lançou o Macintosh. Com o computador, surgiram as impressoras, que facilitaram o trabalho da mídia impressa que, consequentemente, conquistou mais espaço no Marketing.

Foi nos anos 90 que houve o boom da internet. Quatro anos depois, o primeiro e-mail marketing foi enviado. Hoje, sabemos que ele faz parte de qualquer plano de Marketing de sucesso.

Em 1973, ocorreu a primeira ligação feita por celular. Não devemos nos esquecer desses aparelhos eletrônico, afinal é inegável que, qualquer empresa que se preze, necessita de sites responsivos. Isso é, que se adequem aos smartphones, já que grande parte das pessoas realizam compras, acessam as redes sociais e tem acesso à informação diretamente de seus celulares.

Expansão do conceito de Marketing

Dos anos 90 para os dias de hoje, muitas mudanças tecnológicas ocorreram. Junto a elas, o conceito de Marketing se expandiu:

  • o SEO surgiu com os mecanismos de busca;

  • com os blogs, surge o Marketing de conteúdo;

  • o Marketing de Redes Sociais foi iniciado graças às mídias sociais;

  • a estratégia de vídeo marketing se deu em virtude da popularização do YouTube;

  • e com os smartphones e tablets, surgiu a preocupação com a responsividade.

Assim, chegamos ao Inbound Marketing, forte tendência atual. Esse tipo de Marketing busca proporcionar soluções ao novo perfil de cliente que existe hoje, criando vínculos consistentes a partir das tecnologias que foram mencionadas.

Os 4 P’s do Marketing

Também chamado de Composto de Marketing ou Marketing Mix, os 4P’s do Marketing são um conjunto de variáveis em que você se baseará na hora de traçar estratégias, com o intuito de influenciar o mercado e os consumidores finais. Os 4 P’s do Marketing são bem simples de se entender, vamos conhecê-los:

1- Produto

São os produtos ou serviços oferecidos por uma empresa, visando o consumo de um público-alvo e a sua satisfação. Aqui, é preciso levar em conta alguns pontos: qualidade, reputação da marca, variedade, design, garantias e benefícios.

2- Preço

Refere-se ao valor, que pode satisfazer ou não o cliente, trabalhando-se o conceito de custo-benefício. Deve-se levar em consideração as estratégias a serem tomadas para o pagamento, como descontos, financiamentos, prazos e concessões.

Na hora da compra, o cliente avaliará uma série de aspectos — o preço e custo-benefício são os principais. É a partir do valor empregado que o consumidor pesquisará entre diferentes alternativas de serviços e produtos.

3- Promoção

São as práticas adotadas para divulgar o seu produto ou serviço, desde um anúncio, propaganda, publicidade, fanpages aos links patrocinados. Aqui, é essencial pensar onde, quando e de que forma você anunciará.

4- Praça

É o lugar onde você comercializará o seu produto. Pode ser na Internet, em um local físico, com boa infraestrutura e ambiente agradável ao público-alvo.

Neste ponto, é fundamental questionar onde seus clientes ideais se localizam, onde eles possivelmente procurarão por um produto e quais canais podem ser usados para a distribuição. Vale lembrar que os 4P’s não são limitados e precisam ser moldados pelos profissionais de marketing para se encaixarem em diferentes cenários.

Os diferentes modelos de Marketing

Nós já falamos brevemente sobre o Marketing Outbound e Inbound. A partir deles, podemos separar alguns dos principais tipos de Marketing — veremos, a seguir, quais são suas características e como eles são utilizados:

Marketing direto

As ações do Marketing direto são voltadas para pessoas que já se interessam pelos seus produtos ou serviços. Por isso, geralmente, os custos tendem a ser menores e os resultados, mais rápidos. Ele ocorre da seguinte forma: coleta-se informações sobre o público-alvo e, a partir delas, cria-se mensagens diretas, como ligações, e-mail marketing e remarketing.

Marketing indireto

É um tipo mais sutil de Marketing, que fica bem longe dos contextos publicitários. Na verdade, o produto ou serviço oferecido por uma empresa, no Marketing indireto, fica em posição secundária e a sua promoção é feita de forma quase subliminar. Ele pode ser utilizado em novelas, filmes, séries, como quando aparece alguma atriz lavando o cabelo com uma marca x de xampu ou quando ela aparece dirigindo um carro específico.

Marketing digital

É um modelo muito atual e faz parte do dia a dia de todos que estão conectados à internet. A partir dele, promove-se produtos ou serviços por meio das mídias digitais, de maneira direta, personalizada e na hora certa. São utilizados blogs, técnicas de SEO, e-mails, vídeos e redes sociais.

Marketing de conteúdo

Este tipo de Marketing é uma forte tendência atualmente. É uma forma de se comunicar com o seu público-alvo e engajá-lo, além de atrair um maior número de clientes e potenciais consumidores por meio de conteúdos que sejam relevantes para eles em blogs e e-books, por exemplo.

Além dos modelos citados, há, também, o Marketing pessoal, Marketing de produto, Marketing social, Marketing de relacionamento, Marketing viral e Endomarketing. Já ouviu falar deles?

Como funcionam as estratégias de Marketing

Aqui planejamento é a palavra-chave: antes de tomar qualquer decisão, é preciso planejar as estratégias para que elas sejam bem-sucedidas, além de acompanhar todo o processo e analisar os resultados finais. Como fazê-lo? Aprenda abaixo:

  • Tenha um objetivo bem definido;

  • Mantenha-se atualizado;

  • Comunique-se sempre com a sua equipe;

  • Analise métricas e KPI’s;

  • Trabalhe na criação de personas;

  • Utilize canais de marketing, como blogs, redes sociais e e-mail marketing;

  • Invista em técnicas de SEO;

  • Entenda como funciona o ambiente digital.

Esses são os principais passos que você precisa seguir para fazer um bom planejamento de Marketing. Não se esqueça de que o mais seguro para a sua empresa é investir em quem entende do assunto, como agências especializadas no assunto. Afinal, são ações vencedoras que podem lhe conduzir ao sucesso!

Os melhores livros sobre o assunto

Para finalizar, que tal acompanhar um bônus que vai lhe oferecer, ao mesmo tempo, entretenimento e conhecimento sobre Marketing? Nada melhor do que aprender algo no conforto de sua casa, lendo um livro. Confira a lista dos melhores livros sobre Marketing que preparamos especialmente para você:

Administração de Marketing – Philip Kotler e Kevin Lane Ketler

Este livro é considerado referência na área acadêmica de Marketing, tendo se tornado uma bíblia para os profissionais do ramo. Sua primeira edição foi publicada em 1967 e faz sucesso até hoje. Os autores abordam os conceitos de Marketing e as suas diferentes estratégias de comunicação falam sobre concorrência de mercado e precificação.

As 22 Leis Imutáveis do MarketingAl Ries e Jack Trout

Título autoexplicativo! São 22 leis que precisam ser seguidas por qualquer um que quiser traçar uma campanha de Marketing bem-sucedida.

Segundo os autores, sem seguir esses princípios, de nada adianta ter estratégias, criatividades e investimentos. Ao longo do livro, eles explicam detalhadamente as práticas que funcionam e não funcionam no Marketing.

A Vaca RoxaSeth Godin

Com um título divertido, este é um dos clássicos sobre Marketing e leitura obrigatório para os interessados no assunto. Nele, o autor fala sobre os desafios de se destacar da concorrência em um mercado supercompetitivo e que é preciso muito mais que slogans, anúncios bonitos e bem escritos.

Marketing 3.0: As Forças Que Estão Definindo o Novo Marketing Centrado No Ser Humano – Philip Kotler

Este livro trata de uma tendência atual: o Marketing 3.0, o qual prioriza o novo perfil do consumidor do século XXI e o seu comportamento. Se você deseja ter uma carreira de sucesso na área e sonha em realizar campanhas vencedoras de Marketing, não pode deixar essa leitura passar!

Ideias que colam: Por que Algumas Ideias Pegam e Outras Não – Dan Heath

Você sabe o motivo por trás das ações de Marketing que se tornam virais e o porquê de outras falharem? É isso que você vai descobrir com este best-seller!

O autor discorre sobre quais os principais aspectos presentes em campanhas vencedoras, como apelo emocional, acessibilidade e simplicidade. Além disso, a partir dessa leitura você vai ver como ideias extraordinárias podem ser criadas por qualquer pessoa e não apenas por gurus e deuses do Marketing. Basta ter conhecimento que você também pode chegar lá!

O que achou de saber um pouco mais sobre o que é Marketing? Siga a nossa página no Facebook e fique ligado em outros conteúdos como este!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+