Benefícios e dicas práticas de marketing em saúde

Avatar Autor
Publicado por Alexandre Monteiro em 25 de agosto de 2020
Atualizado em 2 de março de 2021

Diretor comercial e cofundador da INGAGE, Alexandre Monteiro atua na área de Marketing Digital e é responsável pela geração de novos negócios.

A mudança no comportamento do consumidor é algo que tem afetado inúmeras áreas e setores – e isso não é diferente com a saúde. Se antigamente, era raro vermos ações de marketing em saúde, hoje elas se tornam fundamentais para diferenciar clínicas e consultórios e conquistar a confiança das pessoas.

Mas é claro que, quando comparado a outras estratégias, é muito importante que o marketing em saúde considere alguns pontos, especialmente a questão ética de cada profissão. Quer entender melhor o tema e ver dicas para aplicar no seu consultório? Siga conosco!

Quais os cuidados e diferenciais do marketing em saúde?

Na hora de planejar uma estratégia de marketing em saúde, é fundamental considerar as particularidades de cada profissão, expressas no Código de Ética de cada uma.

Apesar das restrições, todos os profissionais de saúde podem aproveitar os benefícios dessas ações. Em relação à medicina, uma dica importante é conferir o Manual de Publicidade Médica, desenvolvido em 2015 em uma alteração da Resolução 1974/2011.

É neste documento que estão as principais diretrizes do que pode ou não ser realizado em termos de marketing e publicidade, inclusive em relação ao marketing digital.

Já para a odontologia, a dica é conferir o Código de Ética da Odontologia, que também aborda as questões referentes a publicidade.

De uma forma geral, existem algumas restrições que são válidas para a maioria dos profissionais de saúde, como:

  • usar imagens de pacientes sem a devida autorização;
  • usar termos que denigrem outros profissionais (por exemplo, dando a indicar que o seu consultório é o melhor do mercado, o mais capacitado, o único apto e assim por diante);
  • prometer resultados;
  • obter lucros de entrevistas (os profissionais da saúde não podem cobrar para conceder entrevistas e também não podem divulgar o local de trabalho, endereço ou telefone. O intuito é esclarecer sobre temas de saúde e não fazer propaganda do seu consultório, isso também vale para vídeos e canais no YouTube);
  • divulgar preços e nem mencionar formas de pagamento, parcelamento etc.;
  • todas as postagens ou inserções publicitárias devem conter o número de registro de classe e a especialidade do profissional (isso inclui postagens em blogs e redes sociais);
  • anunciar equipamentos e tecnologias como o melhor, o mais recente, o mais moderno etc.
  • divulgar técnicas não comprovadas cientificamente;
  • fazer sensacionalismo (propaganda exagerada, mudar dados estatísticos para favorecer determinado serviço ou técnica, usar imagens que possam induzir resultados irreais e divulgar métodos que não sejam comprovados cientificamente).

Por que investir no marketing para saúde?

Apesar de todos os cuidados essenciais para o marketing em saúde, quando as estratégias são bem feitas e elaboradas é possível conquistar uma série de benefícios, capazes de fortalecer a sua marca e o seu consultório. Abaixo separamos os principais pontos positivos que o marketing é capaz de trazer.

Conscientização do público-alvo

Embora saúde seja primordial, nem sempre damos a ela o devido cuidado. Com a popularização da internet e a mudança de comportamento da sociedade, contudo, o que temos visto é que cada vez mais as pessoas estão em busca de uma forma de viver mais saudável, de corpo e mente.

Esse é um ponto positivo muito importante, mas que também funciona como um alerta. Afinal, é essencial que as informações divulgadas sejam verídicas e de qualidade – o que nem sempre ocorre na internet.

Quando o conteúdo é produzido por profissionais de saúde, contudo, o público passa a ter mais credibilidade e a certeza de que as orientações são sérias e respeitadas. Além disso, em geral, os profissionais de saúde sempre explicam que as dicas e informações presentes são meramente informativas – e que é muito importante procurar ajuda especializada para tratar o seu problema.

Se o trabalho de marketing em saúde for bem feito, ele ajudará a conscientizar mais pessoas sobre a importância de se buscar um profissional especializado e ajudará os pacientes a notarem que possuem um problema e que ele pode ser tratado, melhorando a qualidade de vida dessas pessoas.

Outro ponto importante é que, com essas ações, é possível conscientizar os pacientes dos riscos de se tratarem sozinhos, aumentando a valorização do profissional.

Autoridade na sua área

Um dos principais benefícios do marketing em saúde é ajudar a tornar você ou o seu consultório autoridades na sua área de atuação. Afinal, a sua marca estará sempre presente na rede, oferecendo dicas, informações e orientações importantes.

Com essa presença constante, cria-se, também, um relacionamento entre o público e a sua marca. E, quando determinada pessoa precisar de um especialista, com certeza se lembrará ou indicará os seus serviços, pois você é visto de forma diferenciada, como alguém que entende muito sobre seus assuntos, além de ser próximo dos pacientes, oferecendo informação rica e gratuita pelas redes.

Mesmo que muitos dos que recebam ou interajam com seus conteúdos e ações acabem não se tornando seus pacientes, essas pessoas poderão indicar seus serviços para outras pessoas e ainda ajudar indiretamente quem está precisando dessa informação para tratar a saúde.

Conquistar mais pacientes

Com todas essas ações, a tendência é que também haja um aumento no número de agendamentos na sua clínica. Afinal, a sua marca estará mais visível e, consequentemente, será mais lembrada pelo seu público, além de ela se tornar sinônimo de autoridade e de qualidade.

A atração pode ocorrer de duas maneiras. A primeira relacionada ao público que já consome o seu conteúdo e passa a confiar ainda mais na sua experiência e conhecimento, a ponto de se tornar seu paciente.

E a segunda é por meio das indicações. Pode ser que a pessoa que acompanha suas ações não esteja precisando de um especialista como você, mas conheça alguém que precise – e acabe lhe indicando, por confiar na sua autoridade e na relevância das suas publicações.

Fidelização

Conquistar novos pacientes é ótimo, mas manter a sua clientela é melhor ainda. E isso também é possível com as ações certas de marketing em saúde. É claro que, para a fidelização de pacientes, outros pontos são essenciais como o bom atendimento na clínica, não passar horas esperando a consulta, entre outras questões.

Mas se você já se atenta a tudo isso, o marketing pode ser o diferencial que faltava para conseguir fidelizar mais pacientes. Afinal, com as estratégias e ações corretas, é possível manter um relacionamento com essas pessoas, enviando informações, tirando dúvidas e ajudando em todas as necessidades dos seus pacientes, fazendo com que a sua marca se torne presente na memória dessas pessoas.

Dicas práticas: como aplicar as estratégias no meu consultório?

marketing em saúde

Já está convencido da importância do marketing em saúde? Nós separamos algumas dicas essenciais para começar a pensar as estratégias do seu consultório. Confira.

Analise seus objetivos

Em qualquer estratégia de marketing em saúde, o primeiro passo deve ser analisar o que se espera com essas ações. São muitas as metas que podem ser pensadas, como: captar mais pacientes, melhorar o branding, aumentar a lembrança da marca, diferenciar da concorrência etc.

Para cada um desses objetivos, existem estratégias mais indicadas – por isso entender onde se quer chegar é fundamental. Além do objetivo, pense no tempo programado para isso e seja coerente.

Se você acabou de abrir o consultório, conquistar mais de 100 pacientes em uma semana pode ser uma meta difícil de alcançar. Mas esse número dentro de 2 ou 3 meses é uma possibilidade.

Entenda seu público-alvo

Além de pensar onde se deseja chegar, é fundamental analisar quem se deseja captar. Afinal, cada pessoa tem um comportamento diferente – e a estratégia certa é aquela que entende essas diferenças e consegue alcançá-las.

No marketing digital, trabalhamos com a ideia de persona. Ela é uma versão mais afunilada do tradicional público-alvo, uma vez que engloba, além das características demográficas, as psicológicas e comportamentais.

Então, quanto mais informações e conhecimentos você tiver sobre o perfil dos seus pacientes, mais fácil será montar estratégias direcionadas e acertadas para essas pessoas.

Alguns pontos importantes são: idade, faixa de renda, escolaridade, localização, dúvidas e receios, inseguranças, redes sociais e fontes de informação que mais usam, principais problemas de saúde, tratamentos que mais procuram e assim por diante.

Trabalhe os canais de conteúdos

O marketing de conteúdo é fundamental para as estratégias em saúde. Ele consiste em disseminar informação rica e valiosa de forma gratuita, ajudando o seu site a se posicionar melhor nos mecanismos de busca e também a se relacionar de maneira diferente com os seus pacientes.

Os canais de conteúdo usados dependem muito do perfil do público que você deseja atingir, por isso o ponto acima é fundamental. Você pode usar as redes sociais que seus pacientes mais usam e também criar um blog corporativo aliado ao seu site, além de pensar em estratégias de vídeos, como um canal no YouTube.

Nesses canais, o importante é criar conteúdo rico e informativo, que resolvam as dúvidas e inseguranças dos seus pacientes e que tornem o seu consultório uma autoridade no assunto.

É claro que todos esses conteúdos devem estar de acordo com as questões éticas que já citamos e não devem substituir uma consulta especializada, apenas servir de informação adicional para que o paciente compreenda melhor sua condição de saúde, avalie a importância do cuidado e saiba escolher o profissional certo para suas demandas.

Além dos blogs e das redes sociais, outra excelente estratégia é o e-mail marketing. Você pode criar listas de disparo para os pacientes do consultório e pessoas inscritas na newsletter do seu blog, por exemplo. Esse contato mais próximo é crucial para melhorar as taxas de conversão, ou seja, para fazer com que mais pessoas agendem consulta.

Aumente as plataformas de aquisição de paciente

A tecnologia é uma grande aliada dos profissionais de saúde atualmente – e também é fundamental em termos de aquisição de clientes. Você pode oferecer mais facilidades ao seu paciente, aumentando as chances de agendamento.

O agendamento online é uma facilidade importante, pois o paciente não precisa se deslocar até o consultório ou ligar, além de poder fazê-lo a qualquer hora do dia e até aos finais de semana, trazendo muito mais comodidade. O custo desse tipo de ação também é baixo, já que ele é feito de maneira automatizada, dispensando a necessidade de presença humana.

Isso pode ser feito via chatbots, plataforma de saúde e outros sistemas fáceis de usar que podem ser instalados no site da clínica ou ativado via redes sociais. Outra possibilidade é o uso do WhatsApp corporativo.

Fortaleça a sua presença digital

A máxima “quem não é visto, não é lembrado”, continua bastante atual. Mesmo com tantas opções trazidas pela internet, ainda é fundamental que o seu paciente tenha contato com a sua marca, para assim poder se lembrar dela quando precisar.

A presença digital é essencial nesse processo. Isso significa um site bem construído e posicionado para as principais palavras-chaves do seu setor, presença nas redes sociais que seus pacientes mais usam, contato via e-mail marketing, entre outras ações.

Não se esqueça também da força do mundo offline, participando de programas jornalísticos, servindo como fonte para revistas e outras publicações, concedendo entrevistas, participando de eventos e assim por diante.

Metrifique tudo

Não tem como saber se as estratégias de marketing em saúde têm trazido os resultados esperados se não houver uma boa metrificação. Por isso, o primeiro passo é escolher quais indicadores de desempenho serão acompanhados.

Eles precisam estar em sintonia com os seus objetivos. Se a ideia, por exemplo, é atrair mais pacientes, não adianta medir quantas curtidas suas postagens tiveram nas redes sociais, mas sim o número efetivo de novos agendamentos provenientes dos canais online utilizados.

Esse acompanhamento deve ser constante, pois ele lhe indicará se as ações têm trazido o resultado esperado ou se é preciso modificar a abordagem ou até repensar a estratégia.

Mas é claro que tudo deve ser feito com tempo adequado. É impossível que em apenas algumas semanas se atinja o resultado esperado. Paciência é fundamental no processo.

Conclusão

Neste conteúdo, você viu que o marketing em saúde é fundamental para diferenciar os profissionais, construir autoridade, aumentar a atração de pacientes e fidelizar essas pessoas.

Apesar de todos os cuidados em termos éticos, é possível fazer um excelente trabalho, principalmente levando informação de qualidade às pessoas, modificando a relação delas com os profissionais de saúde, aumentando a empatia e a confiança.

Agora, você já sabe tudo sobre marketing em saúde? Ajude os seus amigos da área: compartilhe essas dicas nas suas redes sociais!

Mini Logo Ingage

Agência referência
de marketing digital

Somos especialistas em trabalhar com empresas de vendas complexas B2B.

Conheça a Ingage
Mini Logo Ingage

Receba uma
proposta comercial

Soluções personalizadas com foco no relacionamento e retorno financeiro para nossos clientes.

Fale com um consultor
Personagem Newsletter

Gostou do texto?

Não perca o nosso próximo artigo! Inscreva-se em nossa newsletter.

Obrigado por se inscrever!