Marketing e apresentação pessoal: como otimizar a performance?

Ingage
Publicado por Ingage em 1 de fevereiro de 2021

Muitas empresas conseguem potencializar seus resultados por meio do branding, não é mesmo? Pois saiba que os profissionais também podem adotar essa ideia, ao investirem em marketing e apresentação pessoal. Mas para que essa estratégia tenha, de fato, efeitos para sua carreira, é preciso entender o que é e como ela funciona.

A partir de agora, você estará mais próximo de dominar seus discursos e cativar o seu público em apresentações –– é só continuar a leitura.

O que é marketing pessoal?

pessoas reunidas em uma sala de reuniões, conversando e colocando em prática o marketing e apresentação pessoal

O marketing pessoal envolve a criação de autoridade para o profissional, melhorando sua imagem e, como consequência, reputação no mercado. Para isso, ele utiliza suas habilidades, aprendizados e rede de contatos para fortalecer a percepção que outras pessoas têm a respeito dele.

Durante um processo de vendas, a busca por um emprego ou até uma apresentação pessoal para um público específico, essa estratégia é essencial para o sucesso do profissional. O conjunto de ações em prol da construção dessa imagem inclui, entre outras ações:

  • presença positiva nas redes sociais;

  • compartilhamento de conteúdos relevantes sobre a área de atuação, de própria autoria, se possível;

  • curadoria de melhores trabalhos para a criação de um bom portfólio;

  • formas de falar e escrever, que incluem o tom da voz, abordagens certeiras e escolha de palavras.

Qual a importância da relação marketing e apresentação pessoal?

Em apresentações, seja para chamar a atenção de potenciais clientes, seja para outros colaboradores da equipe, trabalhar o marketing pessoal é um passo bastante relevante. Afinal, um dos princípios de uma imagem profissional poderosa é o poder de argumentação, também muito útil para discursos e reuniões.

A comunicação também é um dos pilares do marketing e faz toda a diferença para o resultado de uma apresentação pessoal. A escolha correta das palavras e o tom de voz empregado são decisivos na hora de vender uma ideia, mostrar vantagens e consequências etc.

Esses serão seus principais trunfos para conquistar a atenção e provocar reações positivas em seu público. Afinal, marketing e apresentação pessoal não vão contar com posts em redes sociais, em que é possível rever a escrita antes da publicação. São interações ao vivo, que pedem um domínio dessas técnicas.

Vale lembrar que, como nem sempre há o investimento necessário na educação corporativa, não são todos os colaboradores que pensam na importância do marketing pessoal. Logo, esse pode se tornar o seu diferencial, pois você demonstra à empresa que tem automotivação e interesse no aprendizado contínuo.

Inclusive, será um colaborador que poderá auxiliar em treinamentos para o restante da equipe, quando necessário, e incentivar outros profissionais a cuidarem de seu marketing e apresentação pessoal também. Entre outras habilidades, ele demonstra a liderança pelo exemplo e o domínio sobre as próprias qualidades.

Como praticar o marketing pessoal em apresentações?

Tendo em vista a importância de investir em marketing e apresentação pessoal, chegou a hora de ter contato com a prática, certo? Dessa forma, é possível elaborar e refinar as suas técnicas para conquistar bons resultados em sua carreira. Confira as dicas a seguir!

Entenda seu público

Uma apresentação de alta performance é aquela em que o profissional se conecta com seu público e gera engajamento, concorda? Mas como fazer isso quando você não sabe exatamente quem compõe esse grupo de pessoas? Ainda que já tenha feito um discurso de sucesso uma vez, ele pode não ter o mesmo desempenho novamente –– pois isso também depende dos interlocutores.

Pense no cenário em que a apresentação pessoal é necessária para a conquista de uma vaga de liderança na empresa em que você já trabalha. Logo, o seu público está próximo: provavelmente, inclui alguns colaboradores do RH, colegas de equipe e superiores. Com isso em mente, prepare o pitch para que todos compreendam o seu objetivo com o discurso.

Saiba vender seus argumentos

Tudo começa pela organização. Muitas pessoas acreditam que o improviso funciona melhor para dar naturalidade ao pitch, mas até para isso é necessário aplicar o planejamento. Você deve ter profundo domínio do que pretende falar –– no caso de uma apresentação pessoal, significa selecionar as habilidades em evidência, seus feitos realizados até então e por aí vai.

Tudo isso deve ser apresentado com bons exemplos para provar seu ponto, solidez na fala e autoconfiança, sobretudo. Argumentos fortes não abrem espaço para dúvidas ou incertezas, o que favorece o seu desempenho.

Preze pela comunicação objetiva

Nada pior do que uma apresentação em que muito se fala, mas pouco se entende. Por isso, vá direto ao ponto e explique o que for necessário com simplicidade. O seu público tem interesse em entender seu ponto e não na forma rebuscada que você usa as palavras, por exemplo.

Quando falamos em planejamento, tenha em mente que os roteiros são muito úteis, mas não devem engessar a sua fala. Quando se trata de comunicação, um diálogo natural convence bem mais do que o que parece mecanizado, concorda?

Cative o seu público

Vale reforçar que convencer alguém e criar autoridade não são a mesma coisa que arrogância. O marketing e apresentação pessoal eficiente é aquele que atinge essas duas metas, mas de modo que o público se envolva com o que está sendo dito e compre a ideia.

Para isso, a simpatia e um tom respeitoso não podem faltar. Como vimos, os dados são importantes, mas tudo vai muito além disso: é preciso tornar o momento memorável, dando oportunidade para diálogo, com um bom ritmo na dinâmica da apresentação e assim por diante.

Se a ocasião permitir, é válido recorrer à comunicação visual, utilizando infográficos e imagens para reforçar seu marketing e apresentação pessoal.

Utilize o storytelling

Para deixar marcas durante a sua apresentação pessoal, você pode usar técnicas como o storytelling. Ela nada mais é do que aproveitar os elementos da narrativa para transmitir a sua mensagem e provar um ponto de vista. Para isso, existem personagens, ambiente, conflitos a serem pensados e soluções.

Contar histórias é um modo de criar identificação em seu público –– que, consequentemente, depositará maior atenção para acompanhar o desenrolar da narrativa. Para alcançar bons resultados, escolha o momento ideal da apresentação para o storytelling e construa um roteiro fluido e instigante, que faça sentido para o momento.

Vale lembrar que adotar as estratégias de marketing e apresentação pessoal é sinônimo de investir em sua carreira. Por mais que existam algumas dicas para tornar sua estratégia eficiente, empregue autenticidade e não fuja da verdade em seu roteiro. Para depositar sua atenção, o público precisa se identificar com o discurso.

Gostou de conhecer mais sobre marketing e apresentação pessoal? Para continuar se desenvolvendo nessa área, entenda quem é o seu público-alvo e aprenda a defini-lo!

Agência referência
de marketing digital

Somos especialistas em trabalhar com empresas de vendas complexas B2B.

Conheça a Ingage

Receba uma
proposta comercial

Soluções personalizadas com foco no relacionamento e retorno financeiro para nossos clientes.

Fale com um consultor

Gostou do texto?

Não perca o nosso próximo artigo! Inscreva-se em nossa newsletter.

Obrigado por se inscrever!