Feed do Instagram: veja as principais atualizações da rede em 2022

Avatar Autor
Publicado por Franciele Amaral em 28 de janeiro de 2022
Atualizado em 11 de março de 2022

Analista de conteúdo na INGAGE, Franciele realiza o planejamento estratégico no ambiente digital e gera conteúdos de valor que fortalecem o relacionamento das marcas com seus seguidores.

Ao menos uma vez ao dia, mais de um bilhão de usuários visitam o feed do Instagram. Só o Brasil detém o segundo maior público dessa rede social, perdendo apenas para os Estados Unidos1. Como a plataforma também serve de palco para descobertas de marcas e produtos, as empresas vêm fortalecendo sua presença nesse canal.

Contudo, vale lembrar que, para alcançar uma boa visibilidade, é necessário seguir as regras do Instagram — e aqui não estamos falando de termos de uso. O algoritmo, que define quais posts vão aparecer mais para determinadas pessoas, por exemplo, é implacável e age em nome da melhor experiência do usuário.

Estar a par das principais atualizações do Instagram é essencial para ter sucesso nas suas estratégias de conteúdo. Assim como a rede social se renova para atender às necessidades do público, é importante se adaptar rapidamente a essas mudanças para dialogar melhor com seus consumidores. Do contrário, será preciso investir mais, e o tráfego orgânico ficará cada vez mais distante.

A seguir, veja quais são as mudanças previstas para o feed do Instagram e como se preparar para adaptar suas produções a essas novas atualizações.

Novos modos de visualização do feed na página inicial

Algumas das atualizações no Instagram já aconteceram nos últimos meses de 2021, como o fim do “arrasta para cima”, a inclusão do sticker de links nos stories, a opção de responder a comentários de reels com novos vídeos, as caixinhas personalizadas etc.

Além dessas mudanças, muitas outras estão por vir, como novos modos de visualizar o feed do Instagram. Essa funcionalidade já foi anunciada pelos executivos da marca, porém, ainda não tem previsão de lançamento.

Apesar de a data não estar definida, é possível que a atualização aconteça no início de 2022. Mas o que mudará na prática? Na parte superior da tela inicial do app serão disponibilizadas as opções Home, Favorites e Following. Veja a seguir o que significa cada uma delas:

  • Home: é o feed como vemos hoje, em que as publicações são direcionadas pelo Instagram de acordo com análises de algoritmo. Aqui também estão os posts de pessoas que nós, às vezes, nem conhecemos ou temos como contato. A ideia é apresentar aos usuários novas contas que possam interessá-los;
  • Favorites (Favoritos): é a reunião dos posts das pessoas que você seleciona como favoritos. Podem ser amigos e familiares dos usuários ou produtores de conteúdo, incluindo as empresas.
  • Following (Seguindo): já aqui trata-se da volta do feed com ordem cronológica, a partir das publicações das pessoas que o usuário segue. Ou seja, os últimos posts serão os primeiros que ele verá na tela ao abrir o aplicativo.

A princípio, esse pode ser um grande desafio para empresas, sobretudo diante de usuários que só visualizarão a home nos modos Favoritos e Seguindo. Por outro lado, é uma oportunidade para repensar as estratégias e trabalhar algo com retorno rápido e temporário, em vez de atemporal. Basicamente, conteúdos que despertem o interesse logo de cara e estimulem o engajamento.

ícone para representar o feed do instagram

Customização do feed em seu perfil do Instagram

Muito se fala em organizar o feed do Instagram para contar uma história ou dar maior visibilidade a determinados produtos — sobretudo para as empresas que os comercializam. Porém, essa prática acaba por engessar a rotina de publicações, ainda mais quando há algo mais espontâneo e urgente. Bom seria se fosse possível editar a ordem dos posts, certo?

É isso que muitos usuários pedem à rede social há algum tempo. Dessa forma, teriam maior autonomia para reorganizar a grade de publicações, deixando as principais em destaque e mudando sempre que necessário. Apesar da troca de posições, a data em que as fotos e os vídeos foram inseridos não sofreria alterações.

A boa notícia é que já há certa movimentação do mercado para viabilizar essa atualização do Instagram. Ainda não existe um comunicado oficial, ou qualquer promessa a respeito dessa feature. Porém, o desenvolvedor Alessandro Paluzzi visualizou protótipos da funcionalidade no código fonte da plataforma. Em resposta, a marca afirmou que ainda não há testes externos.

Isso significa que a customização do feed do Instagram está em período de testes internos, em seus primeiros passos de desenvolvimento. Não há previsão de lançamento, nem mesmo informações sobre qual sistema operacional receberá a primeira rodada de testagem.

O que se tem são dois prints de tela feitos pelo desenvolvedor, que indicam como a funcionalidade de alterar o feed do Instagram funcionará. Por exemplo, a organização poderá acontecer naquele estilo de “arrastar e soltar” a imagem no local desejado da grade — assim como fazemos com os apps na tela do celular.

Monetização de conteúdos

Desde 2020, uma das atualizações do Instagram prometeu o recurso de Badges (ou selos). Ela seria destinada a contas comerciais e de criadores de conteúdo, com mais de 18 anos e um número superior a 10 mil seguidores. Inicialmente, a funcionalidade está disponível para alguns usuários norte-americanos.

O selo permite que os seguidores apoiem as contas durante lives, enviando valores em dinheiro. São diferentes níveis de Badges que as pessoas podem adquirir em troca de maior visibilidade. Por exemplo, nas transmissões ao vivo, as perguntas desse grupo ficariam em evidência.

Ademais, no dia 19 de janeiro deste ano, o Instagram anunciou que vai liberar uma ferramenta para assinatura de conteúdos em outros perfis. A função, que está sendo testada por alguns influenciadores nos Estados Unidos, ainda não tem previsão de chegada no Brasil.

Os usuários pagarão um valor mensal, que pode variar entre US$ 1 e US$ 100, para acessar stories e lives exclusivos, sinalizados com uma marcação roxa. O assinante, por sua vez, receberá um selo da mesma cor, que ajudará a destacar seus comentários nas postagens e directs.

Com isso, a ideia é auxiliar os produtores de conteúdos na monetização de seu trabalho — da mesma forma que plataformas como o Twitch já fazem.

Isso também significa que as empresas precisarão repensar seu posicionamento. Um ponto de destaque é a parceria com influenciadores, que será cada vez mais valorizada. Afinal, ajudará na criação de uma comunidade com o público, gerando o engajamento com a marca.

Estar no feed do Instagram do seu público é um grande objetivo, tendo em vista que é uma tática importante para o sucesso do negócio. Mais do que nunca, oferecer qualidade em vez de quantidade é uma boa aposta para qualquer rede social. Aproveite as atualizações ao máximo e fique de olho nas que ainda virão para não ficar para trás.

E já que estamos falando de Instagram, vale ressaltar algumas boas práticas de uso de ferramentas. Saiba agora como usar os Reels para impulsionar o marketing da sua empresa!

1 Pesquisa sobre o Instagram no Brasil – Opinion Box

Mini Logo Ingage

Agência referência
de marketing digital

Somos especialistas em trabalhar com empresas de vendas complexas B2B.

Conheça a Ingage
Mini Logo Ingage

Receba uma
proposta comercial

Soluções personalizadas com foco no relacionamento e retorno financeiro para nossos clientes.

Fale com um consultor
Personagem Newsletter

Gostou do texto?

Não perca o nosso próximo artigo! Inscreva-se em nossa newsletter.

Obrigado por se inscrever!