15 dicas para vender pelo WhatsApp e alcançar o sucesso!

Gabriel Motta
Gabriel Motta - 26 de novembro de 2019

Você sabe como vender pelo Wpp? O aplicativo de mensagens instantâneas já virou febre entre as empresas por facilitar a comunicação com os clientes e permitir a divulgação de produtos e serviços. Afinal, o número de usuários cresce a cada ano e modifica as relações comerciais.

Apesar de a empresa não divulgar o número de usuários, o relatório Digital in 2019 mostra que 89% dos brasileiros têm acesso ao WhatsApp. Tanto que outra pesquisa — dessa vez, da consultoria Crome Insights — indicou que 65% das pessoas acessam o app já na cama, antes de dormir. Além disso, 47% usam quando comem sozinhas e 45% quando assistem à televisão.

Diante desses dados, deixar sua empresa de fora representa perder oportunidades. Então, que tal entender como vender pelo WhatsApp? Veja quais são as vantagens e 15 dicas práticas para aplicar.

Quais são as vantagens de investir na venda pelo WhatsApp?

A grande variedade de recursos do WhatsApp é um dos fatores que incentiva as vendas. Por meio dele, é possível conversar via texto, áudio e chamada de vídeo. Assim, fica fácil entrar em contato com as pessoas, entender o que elas querem, divulgar produtos e serviços, e negociar.

Mais que isso, a ferramenta ajuda a prestar suporte aos clientes e repassar informações, que ajudam a fechar negócios. Outras vantagens de investir na venda pelo WhatsApp são:

Aumento da taxa de abertura

As mensagens do WhatsApp são abertas em quase 100% dos casos. A chance do cliente ver a informação — pelo menos na notificação — é maior, sendo que o índice de engajamento com interação é de aproximadamente 80%.

Divulgação ampliada

O WhatsApp é o aplicativo mais usado no mundo em smartphones Android e iOS. Isso significa que o alcance potencial é muito grande. Além disso, você pode usar listas de transmissão, como veremos a seguir, que permitem enviar a mensagem apenas uma vez para várias pessoas.

Aceleração do funil de vendas

O mais comum é que o pipeline comece no topo, com o aprendizado e a descoberta. Em seguida, passa para o meio, com o reconhecimento do problema e consideração da solução. Por fim, vai ao fundo, com a avaliação e a compra. Com as vendas pelo WhatsApp, esse processo pode ser mais rápido e a tomada de decisão ser feita junto ao atendimento. Isso ocorre, especialmente, nas compras impulsivas.

Atração de clientes

O aplicativo de mensagens também serve para captar clientes. Para facilitar o dia a dia, muita gente prefere negociar pelo Wpp, em vez de fazer isso pessoalmente ou por e-mail. O motivo é a comunicação rápida e simplificada, já que diferentes formatos de conteúdo são suportados pela plataforma: imagens, áudio, texto, vídeos etc.

Como vender pelo Wpp? 15 dicas para planejar uma boa estratégia

Os motivos para usar o WhatsApp para as vendas são significativos. Como vimos pelos benefícios, é possível aumentar as oportunidades e o faturamento ao saber usar a ferramenta da maneira certa. Como fazer isso? Apresentamos 15 dicas práticas para planejar sua estratégia.

1. Ofereça bons conteúdos

O marketing digital é fundamentado, em boa parte, pelos conteúdos. A mesma ideia vale para o WhatsApp. Suas vendas serão aumentadas com o envio de informações, seja para propaganda, seja para fortalecer o relacionamento com o cliente.

Perceba que a proposta não é fazer uma abordagem invasiva e ostensiva, mas sim enviar dicas dentro da estratégia de marketing de conteúdo. Quer um exemplo? Quem vende roupas, pode mostrar como lavá-las e passá-las sem prejudicar as peças. Ou como dobrar e guardar sem amassar.

Se você vende celular, pode mostrar dicas que mostram quando o smartphone precisa ser trocado e o que fazer quando ele molhar, para evitar a perda do aparelho. Lembre-se de que essas dicas devem ser feitas em diferentes formatos.

Aproveite para usar texto, vídeo e imagem, e divulgue também suas outras redes sociais. Apenas um cuidado: evite exagerar no número de mensagens. Use o bom senso para não criar uma imagem ruim para o cliente.

Ao seguir essas dicas, você compartilha conteúdos úteis e que colocam sua empresa como referência no assunto.

2. Use listas de transmissão

As listas de transmissão permitem enviar uma mensagem a até 256 pessoas de uma só vez. Nesse momento, você deve estar pensando: não é a mesma coisa que um grupo? Na verdade, não.

Nesse segundo modelo, as pessoas recebem a mensagem e interagem entre si, o que nem sempre é interessante para os clientes. Como eles não se conhecem, é uma estratégia invasiva. Por outro lado, as listas de transmissão deixam cada participante isolado. Ele só recebe o texto igual a todos os outros.

Para criar a sua, selecione os contatos a serem inseridos, escreva a mensagem e envie. A atenção é para registrar todos os números na agenda do celular e ter seu telefone também cadastrado no aparelho do cliente. Caso contrário, o conteúdo não chegará.

Apesar de parecer uma ideia ruim, é uma forma de ganhar a confiança do consumidor. Afinal, a mensagem é enviada parecendo que foi escrita para ele. Outro ponto importante é que, se você usar números aleatórios para uma lista de transmissão, os conteúdos não chegarão e sua conta pode ser banida.

De toda forma, a lista de transmissão é uma possibilidade interessante para divulgar produtos ou serviços, e anunciar promoções. Caso alguém responda, só você receberá a mensagem, porque a conversa ocorre em janela individual.

3. Cadastre o número dos clientes

O ideal é pedir para os clientes repassarem seu número e, na hora, deixar registrado na memória do celular. Além de ter a autorização deles para entrar em contato, essa é uma forma de agilizar a tomada de decisão.

Na hora de salvar o número dos clientes, já coloque os respectivos nomes e sobrenomes, o que facilita na hora de enviar uma mensagem. Dessa forma, você faz um atendimento personalizado e oferece uma experiência melhor aos usuários.

Outra dica é colocar ao final do nome o produto pelo qual o cliente se interessa. Essa é uma maneira de saber quem gosta daquele item para enviar mensagens sobre temas relacionados.

4. Peça permissão para começar esse contato

Um ponto fundamental é solicitar a autorização dos clientes para entrar em contato. Essa é a única maneira de enviar uma mensagem de forma não invasiva. De quebra, isso aumenta a chance do conteúdo ser lido e do negócio ser fechado.

Para você ter uma ideia, um contato não solicitado, no mínimo, vai gerar insatisfação e retorno zero. No pior dos casos, o usuário fará um print da tela e denunciará nas redes sociais e no Procon. O resultado é de prejuízo à sua reputação.

Por isso, nunca compre listas prontas e jamais envie uma mensagem não solicitada. Para solicitar o número dos clientes, você pode usar várias estratégias. Uma delas é criar uma landing page com um formulário de cadastro. Essa ideia pode ser aplicada para assinatura da newsletter ou entrega de um material rico.

Lembre-se de deixar claro que as mensagens serão enviadas, para evitar uma surpresa desagradável. Divulgue também o seu número para os clientes conhecerem e até salvarem, se preferirem.

5. Aplique o funil de vendas

As vendas no WhatsApp funcionam da mesma maneira que em outras redes sociais. Isso significa que você atenderá consumidores que não conhecem seu trabalho e também terá aqueles que têm interesse, mas nunca adquiriram, e os clientes fiéis.

Cada um deles está em uma etapa do funil de vendas e precisa de uma abordagem específica. É por isso que você deve aplicar essa estratégia. Como? Primeiro, crie conteúdos determinados para as diferentes etapas — eles não podem ser iguais.

Em seguida, considere os 3 estágios do funil de vendas. Na descoberta, você precisa chamar a atenção dos clientes. Por isso, mantenha-os em uma lista de transmissão específica e envie conteúdos mais genéricos, que mostre como eles podem se beneficiar do seu produto ou serviço.

Por exemplo: se você vende roupas, pode encaminhar dicas sobre como preservar as peças, a melhor forma de lavar a roupa, modelos coringa para todos os momentos etc.

Na consideração, os clientes já têm um desejo ou sabem que têm um problema e querem solucioná-lo. Esse é o momento de enviar conteúdos que incentivem a compra, mas sem falar diretamente da sua empresa.

Voltando ao exemplo, você pode falar sobre o estilo da nova estação, as tendências do próximo ano, como escolher peças e mais. Por fim, na decisão, o cliente está pronto para comprar. Por isso, envie conteúdos que mostrem por que vale a pena comprar as roupas da sua marca.

6. Trabalhe com gatilhos mentais

Os gatilhos mentais são aspectos psicológicos que podem ser usados para convencer o usuário a comprar. A proposta é abordar critérios-chave para a tomada de decisão. Assim, você investe na persuasão sem ser invasivo.

Como fazer isso? Conheça os diferentes gatilhos mentais existentes.

6.1. Escassez e urgência

A ideia é mostrar que o produto está nas suas últimas unidades ou que a promoção já está acabando. Isso incentiva o cliente a comprar, porque ele não pode ser o único que deixou de aproveitar o momento.

6.2. Prova social

Os consumidores tendem a comprar seu produto ou serviço quando percebem que ele é bem-aceito por outras pessoas. Para isso, mostre cases de sucesso, pessoas usando o item, avaliações e depoimentos.

6.3. Garantia

A venda pelo Wpp deve oferecer alguma garantia para incentivar o cliente a comprar. “Satisfação garantida ou seu dinheiro de volta” — a ideia é essa mesma.

6.4. Novidade/antecipação

A divulgação de lançamentos é aceita pelo cliente, porque parece que ele está à frente dos outros. É outro bom gatilho a aproveitar.

6.5. Autoridade

O objetivo é se posicionar como autoridade no assunto para que as pessoas associem sua marca a essa referência.

7. Crie uma campanha de vendas

Uma forma eficiente de vender pelo WhatsApp é por meio das campanhas. Essa é uma estratégia complicada, que requer muito cuidado. Porém, pode trazer bons resultados.

O objetivo é criar uma carta de vendas resumida e repassá-la aos contatos. Mostre seus diferenciais e coloque-se à disposição para conquistar o cliente. Se possível, faça uma promoção ou oferta especial, a fim de chamar ainda mais atenção. Uma dica, aqui, é usar técnicas de persuasão do copywriting.

8. Use o status para as vendas pelo Wpp

O Facebook e o Instagram têm o Stories. O WhatsApp tem o status. A funcionalidade é parecida, porque permite publicar algo que chame a atenção dos usuários. Ao criar uma mensagem, todo mundo que tiver seu número na agenda verá a mudança. Por isso, vale a pena divulgar produtos ou serviços.

9. Use um número profissional

As vendas pelo WhatsApp são mais bem organizadas quando você tem seu número pessoal e outro profissional. Isso passa uma imagem melhor para os clientes e evita confusão no atendimento — até mesmo o envio daquela mensagem privada para um consumidor.

Outro benefício é que, com o número profissional, você estabelece regras de contato, como o horário de atendimento e a impossibilidade de receber ligações.

10. Use o WhatsApp Web

A versão para desktop do aplicativo é uma mão na roda para quem quer vender pelo Wpp. Por meio dela, você abre e gerencia as atividades por uma janela específica, o que facilita o acompanhamento das conversas com os clientes, o envio e o recebimento dos arquivos etc., tudo sem precisar do smartphone. Ele só deve estar conectado.

11. Construa uma audiência por Instagram e Facebook

As publicações em outras redes sociais ajudam a levar seus clientes para o Wpp. Divulgue seu número e até ofereça uma promoção para quem enviar determinado código, por exemplo, “envie #promo para ganhar 20% de desconto”.

Como o cliente terá que salvar seu contato para enviar a mensagem, você aproveita esse recurso para saber como vender pelo Wpp e ainda obter autorização para encaminhar conteúdos posteriores.

12. Ofereça suporte ao cliente

Os compradores usam o WhatsApp para adquirir produtos e serviços, mas também sanar dúvidas. Nunca os deixe esperando uma resposta. Aproveite os recursos disponíveis no aplicativo e torne o suporte mais dinâmico.

Mostre que tem uma pessoa resolvendo o problema. Além disso, aproveite para enviar orçamentos, notas fiscais e outros documentos. Essa é uma forma de agilizar os processos.

13. Saiba como vender pelo Wpp de forma criativa

Os empresários têm encontrado maneiras diferentes de atrair a atenção dos clientes e fidelizá-los. Restaurantes, por exemplo, oferecem o delivery de comida por mensagem. Basta fazer o pedido e ele sai para entrega.

O serviço de concierge também é uma realidade. Você faz reservas do produto em panificadoras e padarias ou até do quarto de hotel. Encontre uma forma de trazer comodidade e praticidade para atrair os compradores e se diferenciar.

14. Crie um cronograma de envio de mensagens

Um planejamento bem elaborado deve ser feito para as vendas pelo WhatsApp. Crie um cronograma de envio de mensagens para se organizar e determinar qual conteúdo será enviado para cada lista de transmissão, a data de envio do disparo etc.

Ao fazer isso, você também evita enviar o mesmo conteúdo mais de uma vez e controla o funil de vendas de cada cliente. Assim, os encaminha para as próximas etapas, a fim de incentivar a compra.

15. Use o Wpp Business

A versão empresarial para vender pelo Wpp é a Business. Ela é direcionada para negócios de pequeno porte e ajuda bastante a efetivar negociações. Diferente da conta do WhatsApp tradicional, há outras funcionalidades, como o uso de telefone fixo para cadastro.

O Wpp Business também passa uma imagem profissional e permite que os clientes conheçam sua empresa pelo preenchimento do perfil, que é similar a um cartão de visitas. Você ainda pode acrescentar mensagens automáticas e ter acesso a métricas, para saber o que precisa ajustar e conseguir vender mais.

Por fim, o Wpp Business oferece etiquetas para sinalizar os consumidores como pagamento pendente, pedido finalizado etc. O resultado é uma organização maior e mais controle sobre o trabalho.

Agora, você sabe o que fazer para efetivar boas vendas pelo WhatsApp. Todas as boas práticas apresentadas trazem resultados eficientes e colocam sua empresa em um patamar diferenciado.

E você, gostou das dicas? Aproveite para saber mais como aproveitar o WhatsApp Business neste guia completo para não fazer feito na hora de usar a ferramenta.

Gostou do texto?

Não perca o nosso próximo artigo! Inscreva-se em nossa newsletter.

Obrigado por se inscrever!