Como editar vídeos?

Ingage
Ingage - 18 de abril de 2018

Descubra, com este artigo, como editar vídeos e fazer sucesso com essa estratégia

Os vídeos têm ganhado importância nos últimos anos, sendo uma das formas de diferenciar as marcas no universo digital. Antes, eles eram apenas atrelados a estratégias ligadas ao YouTube, mas hoje aparecem em várias redes sociais e também podem participar do seu blog ou do seu e-mail marketing, ajudando a envolver os leads.

Se você quer começar a usar essa ferramenta nas suas estratégias digitais, continue lendo este post e saiba como editar vídeos e aproveitá-los de forma correta para gerar ainda mais engajamento para a sua marca. Confira!

Qual a importância dos vídeos nas estratégias digitais?

Como dissemos na introdução, o uso dos vídeos tem aumentado nos últimos anos. E a tendência é que ele se torne ainda mais forte, afinal permite um engajamento maior com os leads, principalmente graças à junção da imagem e do som, sendo um conteúdo bem mais interativo do que os blog posts.

Conforme os vídeos foram ganhando importância, eles passaram a ter mais destaque em outras redes sociais, além do YouTube. Hoje, vídeos curtos fazem muito sucesso no Facebook, no Whatsapp e no Instagram, ajudando a envolver os visitantes e até a despertar outras sensações.

Um restaurante, por exemplo, pode conseguir despertar muito mais a atenção dos seus seguidores com um vídeo curto de um dos seus pratos do que tentando descrevê-lo em palavras. Assim como empresas que trabalham com ramos pouco conhecidos, já que os vídeos podem ser usados de forma educativa, melhorando o entendimento dos leads sobre seu setor e a sua solução.

Os vídeos também podem ser usados como apresentação do seu produto, explicando as vantagens, as formas de usá-lo e os diferenciais, de uma maneira criativa e que chame mais a atenção das pessoas, favorecendo o compartilhamento.

Benefícios de usar vídeos nas suas estratégias

Algumas vantagens de usar o vídeo nas suas estratégias digitais são:

  • maior retenção das informações em comparação com blog posts tradicionais;
  • vídeos são mais didáticos e ajudam a fixar a sua marca na mente dos consumidores;
  • é uma maneira criativa de despertar a atenção nos seus seguidores e ainda de divulgar os benefícios do seu produto ou serviço, despertando a vontade de comprar nas pessoas;
  • é possível incluir o depoimento de clientes a favor da sua empresa, embasando a credibilidade da sua marca;
  • permite que o usuário faça outras ações enquanto escuta o vídeo;
  • permite despertar emoções diferentes nas pessoas já que trabalha com imagem e som, aproveitando expressões faciais, corporais e até permitindo a inclusão de uma trilha sonora, criando um “ambiente” para a sua mensagem;
  • oferece mais valor a sua marca, já que demonstra que a empresa está em sintonia com a evolução do marketing e as necessidades dos clientes.

Como começar a produzir os meus vídeos?

Como você viu, os vídeos podem ajudar a “turbinar” a sua estratégia digital, melhorando a comunicação com seus seguidores e aumentando o engajamento dessas pessoas com a sua marca.

Porém, é fundamental que os vídeos tenham um caráter mais profissional. Mesmo aqueles filmados com smartphone podem ter essa “pegada”, desde que algumas dicas sejam seguidas. Confira 9 delas nos tópicos a seguir.

1. Planeje e defina os objetivos dos seus vídeos

Antes de tudo, é necessário definir quais objetivos você almeja conquistar com os vídeos. Entre eles, estão:

  • falar sobre o lançamento de um produto ou serviço;
  • divulgar um material;
  • educar a persona;
  • aumentar as vendas de determinado item.

É só a partir dessa definição que se torna possível saber qual é o melhor caminho a seguir, o que precisa ser abordado, quais trechos são relevantes, entre outras coisas. Esse trabalho deve sempre ser feito focando nas reações que se deseja despertar no público.

2. Faça uma lista com os elementos que vai utilizar

Agora que os objetivos já estão definidos, é pensar no tema e definir quais elementos serão utilizados no vídeo. Em princípio, pode ser que seja mais difícil organizar as ideias e saber exatamente o que será feito, mas, para ajudar, você pode fazer um brainstorm e colocar todos os palpites em um papel.

À medida que a ideia vai sendo desenvolvida, fica mais fácil fazer a seleção do que é mais adequado e pode gerar impacto positivo sobre a sua audiência.

Nessa fase, também é importante estabelecer o tipo de linguagem que será utilizada e quais recursos podem ser adotados para transmitir a mensagem. Isso inclui o storytelling (para contar uma história), depoimentos de clientes ou um roteiro educativo — tudo, é claro, sempre com base nos objetivos.

3. Sempre produza o conteúdo considerando a sua persona

Na hora de produzir os vídeos, a sua persona deve ser colocada em primeiro lugar. Afinal, ela é a sua audiência e é quem tem potencial de adquirir seus produtos e serviços. Sendo assim, é importante conhecer seu público e criar os conteúdos a partir desses perfis.

Dessa forma, fica mais fácil identificar os assuntos de interesse, a linguagem mais adequada, o que precisa ser abordado e como conduzi-la dentro do funil de vendas para que ela se torne cliente ou seja fidelizada pelo seu negócio.

4. Planeje conteúdos inovadores

Quando você busca conteúdos na internet, para aprender algo, por exemplo, espera que eles não sejam mais do mesmo e tragam informações que sejam variadas e relevantes, certo? O mesmo ocorre com a sua audiência.

Portanto, você pode realmente se inspirar em alguns materiais que encontra por aí. Mas, dê prioridade para criar conteúdos que sejam realmente inovadores, inspiradores e diferenciados — desde que eles tenham relação com os interesses do seu público.

5. Crie um roteiro

Com o conteúdo planejado, é o momento de produzir o roteiro. É ele que guia as falas no vídeo e até mesmo os elementos que serão utilizados na hora da edição. Essa etapa é fundamental para organizar o conteúdo que será transmitido e a forma que ele será apresentado para a sua persona.

6. Escolha um ambiente adequado

Partindo para a parte mais prática da produção, a escolha do ambiente é um aspecto que não deve ser negligenciado. Nesse caso, é preciso pensar nas cores, temas, iluminação e até mesmo na relação que ele tem com a mensagem que deseja passar. É importante escolher um fundo que não seja tão chamativo, já que isso pode dispersar a atenção das pessoas.

7. Crie vídeos que despertem a vontade das pessoas de compartilhá-los

Lembra da dica de fazer conteúdos diferenciados? Sempre produza e edite seus vídeos de forma que eles sejam tão interessantes que despertem a vontade das pessoas de compartilhá-lo. Com essa estratégia, aumenta-se o engajamento e mais pessoas ficam conhecendo a sua marca — lembrando que elas também podem ser clientes em potencial.

8. Priorize vídeos objetivos e curtos

De modo geral, as pessoas buscam praticidade e facilidade na hora de encontrar as informações na internet. Então, a menos que você esteja produzindo um conteúdo mais completo, o ideal é criar vídeos mais curtos e objetivos. Isso ajuda a manter o interesse das pessoas e evitar que elas desistam de assistir até o final.

Além disso, também é importante considerar que muitas pessoas fazem o acesso por meio de smartphones, o que é mais um motivo para criar vídeos mais leves e que sejam, consequentemente, mais fáceis de carregar.

9. Divulgue os vídeos de forma estratégica

Por fim, depois de prontos, é importante pensar em como divulgar os vídeos de forma estratégica. Por isso, a edição deve ser feita com base na rede social em que ele será postado. No YouTube, o vídeo poderá ser mais longo, enquanto no Facebook e no Instagram é recomendável teasers menores e mais atraentes.

Achou complicado? Faça um curso!

O caminho mais curto para aprender e colocar em prática a produção e saber como editar vídeos é se inscrever em algum curso. Eu indico o curso de produção de vídeo da OZI Escola Audivisual. Eles já ensinaram mais de 18 mil alunos e estão no mercado desde 2013. O curso é online e pode ser acessado durante dois anos, possibilitando que o aluno sempre volte no conteúdo na medida em que for avançando com as técnicas.

Dicas práticas de como editar vídeos

Com todo conteúdo criado e estruturado, é necessário saber como editar vídeos e de que forma esse processo deve ser feito. Pensando nisso, resolvemos oferecer, também, algumas dicas práticas que podem ser adotadas durante essa fase. Vamos a elas?

1. Faça a importação de todos os arquivos que serão utilizados para o programa de edição

Pode ser foto ou vídeo, mas você precisa fazer a importação dos arquivos para dentro do programa que será utilizado para fins de edição. Essa funcionalidade depende muito da ferramenta, mas, de maneira geral, pode ser feita de duas formas:

  1. procurar pelo menu a opção de importar arquivos;
  2. clicar e arrastar os conteúdos de onde eles estão salvos para dentro da aba do programa.

2. Faça cortes para os trechos que serão usados

Para não postar o vídeo bruto nas redes sociais, você pode fazer em partes do conteúdo original. Isso vale tanto para trechos específicos — como partes que são postadas chamando a atenção para o vídeo completo — quanto para a definição da duração do material.

3. Crie uma organização lógica para as sequências

Com os trechos separados, chegou o momento em que eles serão utilizados para formar o conteúdo final. É preciso ter o cuidado de unir tudo e formar uma sequência que seja lógica, além de fazer ajustes no início e final de cada trecho para que eles se encaixem bem com os demais — principalmente no que diz respeito à transição de imagens.

4. Faça os ajustes de som

Provavelmente, seu vídeo terá vinhetas (para o início e o final) e alguma música de fundo. Em determinados momentos, o som será mais alto, enquanto em outros precisa ser abaixado para que a voz se sobressaia e a mensagem fique clara para quem está recebendo.

Além disso, também existe o trabalho de fazer melhorias na qualidade, como a diminuição dos ruídos e o ajuste do volume das vozes ao longo do conteúdo (para que o tom seja sempre o mesmo).

5. Inclua as legendas

Apesar de não ser, necessariamente, uma etapa indispensável, incluir as legendas é uma etapa recomendada. Além de pensar na acessibilidade, você ainda tem um bônus de fazer com que as pessoas que estão nas redes sociais (como o Facebook e o Instagram) saibam o que está sendo dito sem precisar reproduzir o som.

6. Renderize e faça a exportação

Quando você renderiza um vídeo, está executando o processo de tornar todas as informações da edição em um vídeo que será salvo no computador (na hora de exportar) para fazer o upload para as redes posteriormente. Vale destacar que isso pode ser mais demorado, principalmente se o conteúdo for maior.

Como editar vídeos e torná-los mais profissionais

Outro ponto fundamental para que suas produções fiquem mais profissionais é saber como editar vídeos. Afinal, é a edição que dará o toque final e garantirá que a sua mensagem será passada de forma correta.

Veja algumas dicas importantes que separamos.

Analise o tempo e o ritmo correto

Para que a sua mensagem seja passada de forma clara e objetiva é muito importante que a edição do vídeo seja feita de acordo com o tempo e o ritmo corretos.

Uma mensagem de ação, por exemplo, poderá contar com cortes rápidos e uma sequência mais “eletrizante”, enquanto em vídeos que apelem mais para a emoção poderá ser necessário usar uma tomada com menos cortes.

Além disso, o tempo total do vídeo é algo muito importante. Afinal, como dissemos, ele deverá variar de acordo com a mensagem que você quer passar, as suas personas e ainda a rede social onde o vídeo será postado.

Um vídeo muito longo pode cansar quem estiver vendo e fazer com que ele seja abandonado na metade, enquanto um muito curto poderá não passar a sua mensagem de forma correta.

Elimine os erros

Enquanto estamos gravando pode ser comum que apareçam alguns vícios de linguagem como expressões corriqueiras, “né”, “hãn”, “tipo” e assim por diante. Uma boa edição de vídeo deverá retirar essas expressões e deixar a linguagem mais clara, direta e objetiva, sem perder a sua essência.

A edição também pode funcionar para eliminar erros técnicos ou de fala de quem estiver apresentando o vídeo.

Prefira as falas mais corretas e impactantes

Se o vídeo terá mais de uma pessoa falando, como é o caso de entrevistas, o editor deverá sempre preferir aquelas falas que estejam mais corretas, que se encaixem melhor no roteiro ou que sejam mais impactantes. Com um bom jogo de cortes, você poderá aproveitar o momento de pergunta do entrevistador e de resposta do entrevistado.

Porém, lembre-se que nesses casos, em geral, o entrevistado é o mais importante e por isso é bacana ter mais closes de quem está respondendo a questão, focando na expressão facial após a pergunta, por exemplo.

Cuidado com os cortes

Os cortes devem permitir uma transição agradável aos olhos de quem assiste ao seu vídeo. Por isso, uma boa dica é realizar cortes entre dois ângulos durante um gesto.

Dessa forma, seu espectador assistirá o início do movimento em um ângulo e o final dele em outra cena. Essa dica ajuda a manter a continuidade e, claro, a atrair a atenção do público.

Prefira os closes em primeiro plano

É sempre bacana situar o seu espectador. Por isso, use cortes entre diferentes ângulos, permitindo que o público compreenda o espaço no qual a história está sendo contada. Após situar o espectador, você poderá começar a trabalhar com mais closes e planos médios.

Esses posicionamentos ajudam a destacar a linguagem corporal e facial de quem está no vídeo, captando a atenção do seu público e ajudando a trazer um significado maior a sua mensagem.

Misture realidade e animação

Editar vídeos também significa ser criativo. A animação tem sido muito usada em vídeos para as redes sociais e ajuda a atrair a atenção de quem assiste. É possível mesclar imagens e animação ou ainda investir apenas na animação para criar vídeos curtos e interativos.

Pense na trilha sonora

Na hora de editar vídeos, o seu principal objetivo deve ser transmitir a mensagem. E para isso é possível usar vários artifícios, como uma boa trilha sonora, ajudando a contextualizar e até a despertar emoções importantes para a compreensão e fixação da sua mensagem.

Lembre-se de sempre utilizar músicas as quais você possui autorização e também tome cuidado com o volume. Se você vai usar a trilha sonora do início ao fim do vídeo, prefira um volume moderado, ajudando a climatizar, mas sem tornar difícil a compreensão das falas.

E, claro, sempre use uma trilha sonora que reforce o que você deseja passar. Se a ideia é fazer um vídeo motivacional, prefira músicas que tragam sentimentos bons e positivos, por exemplo.

Busque inspirações

Editar vídeos além de conhecimento técnico também exige uma boa dose de inspiração. Por isso, procure assistir vários filmes e vídeos, analisando o ritmo da história, os cortes, a trilha sonora, a fotografia e outros itens de edição que foram usados.

Ao criar um repertório de referências, você poderá começar a ampliar a sua visão e tornar seus vídeos além de mais profissionais também mais diferenciados e com uma marca própria.

Use bons editores de vídeo

Existem muitos editores de vídeo no mercado, desde os mais simples voltados para os iniciantes, até os mais complexos. Alguns dos mais usados são:

  • Windows Movie Maker: o Movie Maker é um dos editores mais simples que existem, já que é bastante intuitivo e fácil de usar. Com ele, você poderá fazer edições bem básicas, como cortar, inserir transições ou colocar textos e efeitos. Porém, o programa é limitado quanto aos formatos suportados na importação e exportação;
  • iMovie: também é uma ferramenta para iniciantes. Com o iMovie, você poderá inserir áudios, fazer cortes, incluir textos e realizar efeitos básicos de transição;
  • Filmora: indicado para quem precisa realizar edições básicas. O Filmora permite fazer cortes básicos, inserir música e até incluir efeitos em 3D;
  • YouTube vídeo editor: o YouTube oferece um editor de vídeos online na sua plataforma, permitindo que o usuário faça cortes, adicione legendas e já publique o conteúdo na rede, de forma simples e prática;
  • Camtasia: esse programa oferece um nível médio de dificuldade e é um dos softwares mais usados entre os produtores, sendo bastante procurado por quem produz vídeoaulas e materiais educativos. O destaque é para o recurso de captura de tela;
  • Lightwork: embora seja um programa mais completo, o Lightwork não é muito difícil de usar. Com ele, você poderá deixar os seus vídeos mais profissionais, já que o programa permite fazer edições bem mais completas;
  • Adobe Premiere: esse é um software avançado de edição de vídeos e permite uma gama de possibilidades tanto de corte, como de transição, efeitos, inclusão de textos, imagens, entre outros;
  • DaVinci Resolve: esse é um programa profissional e gratuito, com destaque para a opção de correção de cor.

Alguns desses também funcionam via smartphone. Contudo, é sempre importante que você opte pelo software que esteja mais de acordo com as suas capacidades técnicas e com o qual você consiga fazer as edições necessárias.

Inclua vinhetas de início e de fim

Para os vídeos nas redes sociais, é muito importante ter algumas informações básicas sobre quem é a sua empresa. Assim, você poderá desenvolver uma vinheta rápida de entrada e de final, com o nome da sua empresa e a página nas redes sociais, por exemplo.

Tenha um checklist

Editar vídeos pode parecer algo complexo, principalmente porque é uma tarefa com muitos detalhes. Isso significa que as chances de você acabar se esquecendo de incluir algo importante é alta.

Para evitar esse problema, desenvolva um checklist com tudo o que deverá estar incluso no vídeo, como tratamento de som e de imagem, vinheta de entrada e saída, legendas em determinados pontos e assim por diante.

Vídeos para Facebook precisam ser entendidos mesmo sem som

Um dado curioso dos vídeos para Facebook é que muitos são assistidos sem som. Por isso, vale à pena considerar essa informação e garantir que a sua mensagem será transmitida mesmo para o usuário que não quer escutar o som do vídeo. Para isso, você poderá usar animações, legendas, entre outras formas de transmitir a sua mensagem, abusando da criatividade.

Além dessas dicas para editar vídeos, é muito importante que você considere a forma de divulgá-los. No YouTube, por exemplo, é fundamental usar a parte da descrição, de preferência adicionando as palavras-chaves do seu conteúdo, afinal ele também aparecerá nas pesquisas — o que está diretamente ligado ao SEO.

No Instagram você poderá usar hashtags indicando o conteúdo principal do vídeo. E no Facebook, a dica é subir o vídeo direto na plataforma, aumentando os views.

Conclusão

Como você viu, usar vídeos é uma ótima maneira de conseguir atrair mais pessoas para as suas redes sociais, melhorando o engajamento dos seus leads e até a forma como essas pessoas se lembram da sua marca.

Porém, é fundamental ter cuidado na hora da produção e saber como editar vídeos, deixando-os o mais profissional possível e sempre focando na mensagem que você quer passar e na rede social onde ele será postado.

Gostou deste artigo e quer continuar acompanhando outras dicas que vão ajudar a otimizar a estratégia de comunicação da sua empresa? Então, aproveite e confira outros conteúdos relacionados que já publicamos aqui no blog!

Gostou do texto?

Não perca o nosso próximo artigo! Inscreva-se em nossa newsletter.

Obrigado por se inscrever!