Automação de marketing intensifica relacionamento com lead

Gabriel Motta
Gabriel Motta - 5 de junho de 2015

Não é novidade afirmar que a maneira como as marcas e os consumidores se comunicam vem sofrendo grandes e profundas mudanças. Assim como a captação de novos clientes e leads também está passando por mudanças drásticas, principalmente em relação à produção de conteúdo.

Assim, a principal diferença entre o Inbound e o Outbound marketing hoje é a maneira como a empresa trata os potenciais consumidores nos diferentes estágios de compra. Nesse contexto, a automação de marketing apresenta-se como uma excelente ferramenta para conseguir uma comunicação eficiente com um grande volume de contatos (leads).

 

A automação precisa de leads

Para colocar a automação de marketing operando em sua empresa, primeiro é preciso começar a captar leads. E não existe maneira melhor de fazê-lo do que produzindo conteúdo interessante e engajador para o seu público-alvo.

Com a publicação constante de artigos no blog, e-books, vídeos no YouTube, dentre outros formatos de conteúdo, seu blog/site passa a ser um portal de entrada para novos possíveis clientes e interessados.

Qual conteúdo produzir

Existem dois tipos de conteúdo principais: conteúdo de atração (blog posts, por exemplo, que levarão o visitante do Google para o seu site) e conteúdo de conversão (como e-books, que lhe permitem captar o e-mail do interessado em troca do download do material).

Vale lembrar que, independente do formato, o conteúdo deve ter valor para o público-alvo e não apenas para a sua empresa.

Os primeiros passos da automação

Agora que você já atrai os potenciais leads nos mecanismos de busca e os converte com seus materiais ricos (e-books, webinars, etc.), chegou a hora de automatizar a relação com esses potenciais consumidores.

Com base no tipo de conteúdo oferecido, crie uma série de e-mails dialogando com essa pessoa de maneira natural. Por exemplo, se o lead foi convertido quando baixou um e-book sobre “Adwords para iniciantes”, você pode criar um fluxo de e-mails como esse:

  1. Envie o primeiro e-mail imediatamente, agradecendo o download, ofertando outro link para o material e colocando sua equipe à disposição para sanar quaisquer dúvidas;
  2. Alguns dias depois, envie um segundo e-mail com alguns artigos interessantes do seu blog que falem sobre Adwords e que podem complementar o e-book para iniciantes que o lead baixou;
  3. Um ou dois dias após o segundo e-mail ofereça um novo material, que pode ser, por exemplo, um guia aprofundado sobre Adwords ou uma planilha para gestão de campanhas na ferramenta do Google.

Esse diálogo é um exemplo que pode ter muitos desdobramentos de acordo com a sua oferta, o interesse da lead e o conteúdo disponível no seu blog e site.

Ferramentas de automação

Nos primeiros leads, o fluxo de e-mails pode ser feito manualmente, sem problemas. Mas conforme o volume de potenciais consumidores começar a crescer, é preciso automatizar o envio desses e-mails. Para isso, existem duas ferramentas principais: a brasileira RD Statione a norte-americana Hubspot.

Além de automatizar o envio de e-mails, essas ferramentas contabilizam o lead scoring, pontuação que indica quando um lead está pronto para ser passado do time de marketing para o time de vendas.

A automação de marketing envolve inúmeros outros detalhes, desde a organização interna da sua empresa até o tratamento de leads especiais, com maior potencial de compra. Fique de olho no nosso blog para ter acesso a mais informações!

Ficou com alguma dúvida sobre automação de marketing? Entre em contato conosco ou deixe aqui o seu comentário!

Gostou do texto?

Não perca o nosso próximo artigo! Inscreva-se em nossa newsletter.

Obrigado por se inscrever!