Agência digital X Agência de inbound marketing

Isabela Araújo
Isabela Araújo - 25 de julho de 2018

A agência de marketing tradicional ainda é muito procurada por empresas e negócios. Mas com o surgimento e contínua expansão do marketing digital, as coisas ficaram mais diversificadas pois, em geral, o marketing digital, trabalhado pela agência de inbound marketing, oferece bons resultados a menores custos.

Além da simples comunicação digital, outro conceito ganhou espaço nos tempos atuais: inbound marketing. Para muitas pessoas, são conceitos que se equivalem. Na verdade, eles são diferentes.

Veja em que consiste uma agência digital e uma agência de inbound marketing. Conheça suas diferenças e características!

A agência digital

A agência de digital apenas desenvolve um trabalho voltado para os meios de comunicação do universo digital. Na verdade, as técnicas de marketing digital são bem parecidas técnicas do marketing clássico, com a diferença que são desenvolvidas no ambiente virtual.

Uma das condições mais básicas e fundamentais para que o marketing funcione é a empresa marcar presença nos locais onde o público estiver. Assim, em uma sociedade altamente digital, é preciso que a empresa também se integre a essas mídias para manter um contato permanente com os consumidores.

Desta forma, a agência digital tem como principal finalidade alavancar a marca e definir sua presença e posicionamento no ambiente digital, o que é diferente de captar clientes e realizar mais vendas. O foco é melhorar ao máximo o relacionamento da marca com o público.

A conclusão é: o trabalho da agência digital consiste em uma série de ações estratégicas cujos objetivos são aumentar a presença e a reputação da marca perante os internautas.

Um pequeno histórico do marketing digital

No tempo em que o Google fez do seu motor de buscas uma das ferramentas mais usadas da internet, apareceu uma nova necessidade: a de desenvolver estratégias específicas para aquele canal, muito diferente do que existia até o momento.

O marketing digital surgiu no mesmo período em que o Google Adwords se transformou em um recurso de publicidade no site de buscas mais popular do planeta. Essa associação favoreceu o desenvolvimento em grande escala do marketing digital.

O marketing digital e a internet

Ao contrário do que muitos pensam, a agência digital não atua somente com dispositivos online. Ela também desenvolve ações que usam processos e dispositivos que, ainda que estejam desconectados, integram o seu planejamento estratégico digital. É o caso dos menus interativos e das vitrines sensíveis ao toque.

De forma mais ampla, portanto, o marketing digital trabalha com recursos digitais que podem ou não estar conectados à internet.

A agência de inbound marketing

O inbound marketing é uma inovação, resultante também da evolução digital. O objetivo dessa prática é atrair clientes por meio de conteúdo que desperte o interesse dos potenciais clientes. O conteúdo é publicado em blogs, sites, vídeos, redes sociais, podcasts, e-books, infográficos, catálogos e muitas outras opções.

Apesar de o marketing de conteúdo ser fundamental para o inbound marketing, não se confunde com ele, já que o último envolve não apenas o conteúdo, mas outras táticas para cativar clientes e promover vendas. Ou seja, o inbound marketing é muito mais amplo que o marketing de conteúdo.

Aumentando a visibilidade da marca por meio de seus conteúdos significativos, a agência de inbound marketing consegue despertar o interesse de diferentes leitores para seus serviços e/ou produtos. É aí que entra então a principal diferença entre uma agência de marketing digital e uma agência de inbound marketing: transformação de audiência em clientes.

A partir de um bom trabalho de prospecção, pode-se converter finalmente os leads em clientes. E, como se sabe, cliente é aquele que compra, que contrata os serviços, é aquele que, de alguma forma, ajuda a aumentar a receita de um negócio.

É necessário que o inbound marketing conduza os clientes em potencial até a efetivação da compra. É uma metodologia sistemática que se divide em quatro fases:

Fase 1: A Atração

Um site precisa ser visitado para gerar clientes em potencial e aumentar o reconhecimento da marca.

A fase de atração se desenvolve com o suporte das mídias sociais e da produção de conteúdo, além da sábia aplicação de SEO (práticas de programação e de produção de conteúdo que vão fazer com que sua marca seja encontrada pelos sites de busca) e de links patrocinados.

Por exemplo, é possível exercer atração nos leitores por meio de páginas que foram formatadas especificamente para serem encontradas por conterem um tipo de conteúdo mais específico, as landing pages.

O conteúdo bem formulado oferecido ao leitor consegue direcioná-lo para o objetivo da marca de conseguir mais prospects sem fazer uma propaganda cansativa e inconveniente. Isso porque ele contém informações relevantes, que o leitor já estava buscando, e uma boa argumentação.

Fase 2: A Conversão

Nessa fase, os visitantes transformam-se em potenciais clientes. A atração é o primeiro passo, mas é necessário conduzir essses visitantes, influenciando-os com o auxílio de conteúdo rico, para que avancem sempre mais, direcionando-os para a efetivação da compra.

Muitas técnicas são usadas para conduzir um visitante à condição de lead e, posteriormente, ao fechamento de um negócio. Podemos citar as assinaturas de newsletters, as solicitações para fazer orçamentos, as solicitações de contato, os downloads de conteúdos que você produz e oferece.

Fase 3: O Fechamento

Essa fase é muito importante. Trata-se de uma etapa de transição, em que os leads devem ser convertidos em efetivos clientes.

Algumas ferramentas utilizadas para o fechamento de um negócio variam conforme a atividade desenvolvida pela empresa: e-mails, telefonemas, formatação de propostas e diversificados materiais de suporte.

Fase 4: O Encantamento

Essa fase também é especial, pois é a hora propícia para encantar e obter a fidelização dos clientes.

Depois da venda, após transformar os leads em clientes, é preciso continuar o trabalho, chamado de “pós-venda”, mantendo os clientes captados encantados e bem informados sobre os produtos/serviços da marca.

A retenção de clientes é importante para qualquer negócio. Ela envolve menos custos que a captação de clientes novos e garante um percentual de vendas constante.

A conclusão é: o inbound marketing tem como finalidade captar clientes e gerar vendas, aumentando a receita da empresa. O que é diferente do que faz uma agência digital, cujos principais objetivos são presença e posicionamento da marca na internet.

O ROI no inbound marketing

O inbound marketing pode ser considerado como uma máquina de multiplicar dinheiro. O setor de marketing ou o comercial colocam uma moeda no começo da engrenagem. O inbound marketing é realizado e a moeda inicial converte-se em três moedas ao final do processo.

Mágica? Sorte?

Não. Estratégias sabiamente aplicadas.

As empresas estão fechando o orçamento do segundo semestre. Uma boa opção para elas é o inbound marketing para melhorar os resultados das vendas com propagandas.

Aplicando o inbound marketing, seu controle sobre o ROI (Retorno Sobre o Investimento) é muito maior do que em qualquer outra estratégia de divulgação ou propaganda. Por meio desse índice, é possível mensurar o quanto é necessário investir, quais os melhores canais para obtenção de vendas e que tipo de ação gerou os maiores retornos. Dessa maneira, as estratégias de marketing podem se ajustar às melhores ações, conquistando sempre resultados mais satisfatórios.

A relação custos x vendas com inbound marketing

Os custos com uma agência de inbound marketing costumam ser menores que os custos com as agências de marketing tradicional. É possível direcionar ações para os consumidores que realmente têm interesse nos produtos/serviços da empresa. Desta forma, assegura-se que a mensagem alcance as pessoas certas, aquelas que apresentam mais chances de se transformar em clientes efetivos da marca.

Desse modo, os investimentos são melhor planejados e aproveitados, considerando que os desperdícios com mensagens são muito poucos. As vendas, por sua vez, ficam muito mais fáceis de serem efetivadas. Mais fáceis e mais rápidas, o que gera, consequentemente, um aumento no percentual de lucros.

O cliente em potencial já passou por um processo de educação quanto ao seu produto ou serviço. Ao mesmo tempo, a equipe de vendas pode contar com diferentes informações associadas ao comportamento desse cliente.

As estratégias de inbound marketing

Quando a empresa deseja desenvolver uma estratégia de marketing, contratar uma agência de inbound marketing pode ser a melhor saída, pois ela trabalha visando o marketing “full service” ou 360º. Isso significa que a empresa terá ajuda para desenvolver metas e planos desde o início do processo.

Não se trabalha nenhum tipo de projeto se não existir, da parte do cliente, um comprometimento efetivo em trabalhar juntamente com a agência para a definição do conteúdo e da persona (o cliente em potencial), para estabelecer qual será o diferencial do negócio, os prazos, as metas, os orçamentos, as expectativas.

Para uma estratégia completa de inbound marketing é preciso realizar análises minuciosas, aplicar métricas para mensurar o desempenho e os resultados, fazer uma administração eficaz das redes sociais e dos links patrocinados, sempre com foco em vendas, e não em posicionamento.

O inbound marketing trabalha com prazos bastante adaptáveis. De acordo com o objetivo e com a verba da empresa para links patrocinados, é possível configurar campanhas mais agressivas, que gerem resultados em prazos mais curtos. Se a empresa ainda tem que estruturar sua presença digital para realizar o inbound, como conseguir capital social para suas redes ou educar e apresentar ao público um produto ou serviço, pode-se pensar em campanhas mais longas, que vão trazer resultados ao mesmo tempo em que vão angariar e fidelizar público. Qquando a base está solidamente construída, é possível conseguir facilidade e rapidez na efetivação de vendas.

O marketing de conteúdo no inbound marketing

Os artigos do blog precisam conter boas informações, os post publicados em redes sociais devem ser dinâmicos a fim de prender a atenção dos internautas e assim por diante em cada uma das ações realizadas em um projeto de inbound.

Muitos conteúdos podem ser aplicados como “isca” para a audiência: uma oferta sem custo algum para o internauta e que chama a sua atenção para as landing pages, onde colocarão seus dados para obter a oferta e assim se transformarão em prospects. Os dados oferecidos serão utilizados para o relacionamento que você vai começar a estabelecer com esse potencial cliente, objetivando torná-los clientes fidelizados e, em um momento posterior, promotores da marca e de seus produtos/serviços.

As storytellings também fazem sucesso entre o público. Todos gostam de ouvir histórias, sejam baseadas em fatos reais, sejam fictícias. É por isso que contos de fadas conseguem passar suas mensagens de forma tão abrangente, alcançando um público vasto. Da mesma forma, é possível contar histórias sobre seu negócio, sua equipe, sua exepriência. Tudo isso para atrair a atenção de um consumidor e conduzi-lo a se interessar em saber mais sobre um produto.

As estratégias de inbound marketing para o seu negócio

De acordo com o objetivo de cada empresa ou negócio, seja vendas rápidas de algum produto ou serviço específico ou angariação de uma base mais sólida e volumosa de clientes, as ações de marketing digital podem ser direcionadas para:

Site ou blog

Nesse caso, podemos destacar as seguintes estratégias: pesquisa e definição de títulos com as palavras-chave mais procuradas; não colocar posts inteiros na página do começo; incluir CTAs no blog ou site; divulgar links na assinatura de e-mails; evitar conteúdos duplicados; disponibilizar botões para compartilhamento nas redes sociais; utilizar imagens atraentes; aplicar o atributo alt nas imagens, que passa informações sobre ela.

Redes sociais

Para as redes sociais, como Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn, YouTube, algumas táticas que podem ser usadas são:

  • aproveitar da melhor forma possível os conteúdos publicados;
  • investir no “impulsionar” do Facebook para divulgar a marca;
  • incluir links para landing pages em posts nas redes sociais.

E-mail marketing

Para e-mail marketing, algumas ações usadas por uma agência de inbound marketing envolvem:

  • a segmentação de e-mails;
  • o uso do template HTML nos e-mails ao invés de utilizar uma única imagem;
  • o envio de mensagens e ofertas em um e-mail exclusivo.

Afinal, preciso de uma agência digital ou de uma agência de inbound marketing?

Para escolher qual a agência ideal (marketing digital ou inbound marketing) é necessário avaliar tudo que foi dito e concluir.

Se a sua intenção é o branding, a resposta é óbvia: escolha uma agência de marketing digital.

Se a sua intenção é vender mais, a resposta também está clara: escolha uma agência de inbound marketing.

A última opção será para empresas que estão fechando o orçamento do semestre e têm interesse no aumento de vendas.

Uma agência de marketing digital desenvolve um trabalho diferente de uma agência de Inbound marketing. Mas ambas têm seus méritos.

Aproveite e baixe o calendário de eventos da Marketing digital que a Ingage preparou reunindo os eventos de marketing mais importantes que acontecerão no Brasil e no mundo no segundo semestre de 2018!