Afinal, quando usar ferramentas de Inbound Marketing?

Gabriel Motta - 3 de outubro de 2016
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+

inbound-marketing-outbound--1.jpgAs ferramentas de Inbound Marketing são grandes alternativas para atrair e engajar o público no ambiente online. Por isso, se você quer obter sucesso na internet, é preciso conhecer todas as suas alternativas. Mas você sabe o que é Inbound Marketing e como isso se aplica ao seu negócio?

No post de hoje, escrevi sobre como as estratégias de marketing evoluíram para acompanhar o comportamento do consumidor e como você pode colocá-las em prática. Vamos lá?

Qual a diferença entre Outbound Marketing e Inbound Marketing?

Primeiro é importante contextualizarmos a forma como enxergamos o Marketing.

Provavelmente muitos que estão lendo este artigo fazem parte de uma geração que conheceu o marketing em sua forma mais “tradicional”: afinal, crescemos convivendo com propagandas televisivas, anúncios impressos em revistas, jornais e outdoors, além dos nostálgicos jingles das rádios. Esse conceito é conhecido como Outbound Marketing, que possui o objetivo de fazer a marca chegar até o público.

inbound-marketing-outbound-marketing.png

A metodologia do Inbound Marketing surgiu mais tarde, com a evolução da tecnologia e a consequente mudança no comportamento do consumidor. Basicamente, a estratégia de Inbound Marketing consiste em atrair visitantes para o site/blog da empresa por meio de um conteúdo de relevância, educá-los sobre seu problema e necessidade, criando uma relação de confiança com o mesmo. O resultado? Na hora da compra, aquele prospecto estará muito mais instruído sobre seu produto e já terá estabelecido uma relação de proximidade com sua marca e consultores.

Para reforçar o entendimento sobre o tema, elenquei a seguir uma série de razões para a sua empresa analisar se vale a pena investir em Inbound Marketing:

PRINCIPAIS PONTOS PARA SE ANALISAR

inbound-marketing-ferramentas-quando-investir.jpg1) Inbound Marketing como meio de atração e captação de clientes

Pare e pense na seguinte situação: Arnaldo é um ex-funcionário de uma rede de fast-food que, após conseguir um bom capital, decidiu se tornar um empreendedor e pretende abrir uma franquia do mesmo ramo em que trabalhou por muitos anos.

Ao pesquisar as melhores alternativas pelo Google, deparou-se com vários resultados com títulos convidativos, como “tenha uma franquia de sucesso” ou “conheça as franquias mais baratas”. Por fim, encontrou uma rede de franquias que possuía um blog.

Em seu blog, a rede abordava diversos assuntos ligados ao segmento que acabavam por elencar todos os seus diferenciais. Desde estudos até materiais educativos, que serviriam como grande base de orientação à Arnaldo.

De acordo com o exemplo, conclui-se que as chances de Arnaldo optar pela franquia que forneceu a ele todas — ou boa parte — das informações que necessitava, é muito maior do que as franquias encabeçadas nas listas de “melhores franquias”. Isso porque a autoridade transmite confiabilidade, gerando assim a coragem necessária para iniciar um investimento.

Inbound Marketing é isso. Quando a marca compreende que a atração é o primeiro passo para se destacar, além de ser um meio eficiente de interagir com pessoas potencialmente interessadas em fechar negócio, as estratégias de Inbound entram em cena para ajudar a conduzir este processo.

2) Inbound Marketing do ponto de vista financeiro

Você sabia que os investimentos em Inbound Marketing podem ser mais lucrativos do que o de Inbound? Enquanto anúncios nas mídias impressa, assim como de rádio e TV, possuem um limite de espaços a serem disputados por diversas marcas — gerando, assim, altos valores —, anunciar na internet exige muito menos do ponto de vista financeiro.

E os números comprovam isso.

Estatísticas de Inbound Marketing

De acordo com o estudo divulgado pela Hubspot, empresas que investem em Inbound Marketing geram em média 50% mais vendas a um custo 47% menor do que as utilizam técnicas de outbound.

Para conseguir melhores resultados orgânicos, as estratégias de Inbound em questão, estão ligadas com práticas de SEO  (Search Engine Optimization), que são um conjunto de técnicas que otimizam o posicionamento de um site no ranqueamento do Google e outros motores de busca, como Bing, Yahoo! e Ask.

Campanhas de links patrocinados

Os links patrocinados são anúncios posicionados em áreas específicas das páginas de busca, e também de sites parceiros do Google. A ferramenta mais utilizada para trabalhar com anúncios pagos é o Google AdWords, e o investimento mínimo para começar a anunciar é de 50 (cinquenta) reais.

3) Inbound Marketing para fidelização de clientes

Um dos complementos mais utilizados no Inbound Marketing é o Marketing de Conteúdo ­­(Content Marketing). De acordo com pesquisa publicada pelo Content Marketing Institute, 92% dos profissionais de marketing B2B (Business-to-business) utilizam estratégias de conteúdo.

Muitas pessoas costumam tratar, equivocadamente, o Inbound e o Content Marketing como uma coisa só. Na verdade, o Marketing de Conteúdo é uma estratégia que faz parte do Inbound – sendo um dos pilares. E por que o Content Marketing é tão importante para fidelizar clientes? Voltemos para o exemplo protagonizado pelo Armando.

Nosso protagonista acompanhou uma série de posts relacionados ao segmento do qual pretendia investir, visualizou infográficos, baixou conteúdos bem elaborados em formatos de vídeo e e-book, e teve acesso até mesmo a um webinar. Tudo de forma gratuita!

O trabalho que a empresa teve em elaborar tantos conteúdos resultou em uma importante conversão. E é através dos conceitos de Content Marketing, que estabelece que cada conteúdo deve possuir relevância e qualidade, que o processo de autoridade é feito com objetivo de atrair e, principalmente, fidelizar clientes.

Prova disso é apontada pela mesma pesquisa mencionada no início deste tópico, que diz o seguinte: empresas que mantém seus blogs ativos são capazes de gerar 97% mais leads que as demais concorrentes.

4) Inbound Marketing é para todas as empresas?

Diferente do que muito se pensa ao começar a lidar com o assunto, o marketing digital, com todos os princípios de Inbound aqui abordados, é uma estratégia livre que não impõe restrições ligadas a aspectos financeiros ou ao porte de uma empresa. Os principais fatores que podem delimitar o sucesso de uma empresa perante sua concorrência, são a acomodação e o receio de investir nas estratégias.

Nesse artigo, eu escrevi sobre uma dúvida recorrente: se o Inbound Marketing é para todos os nichos de mercado.  Vale dar uma conferida.

Para conquistar espaço na Web é preciso muito empenho, pois a internet possui um universo extremamente dinâmico e as empresas precisam sempre adaptar suas estratégias para as constantes mudanças, tanto no hábito dos consumidores, como dos próprios meios de fazer marketing digital.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+