9 gatilhos mentais que vão impulsionar seu Marketing Digital

Gabriel Motta
Gabriel Motta - 23 de agosto de 2016

No dia a dia, costumamos tomar inúmeras decisões, desde qual roupa vestir e onde almoçar até as pequenas atitudes cotidianas, como ir à academia, assistir a um tutorial no Youtube ou ler blogs sobre Marketing Digital. Inclusive, ao optar por não fazer nenhuma dessas coisas, você também está tomando uma decisão.

Todas as nossas escolhas não são aleatórias, mas baseadas em aspectos, tanto internos quanto externos. Tudo dependerá das suas expectativas, experiências anteriores, humor e cultura, por exemplo.

É claro, não podemos esquecer um fator de grande importância: os ideais de consumo. Para que uma empresa tenha sucesso com estratégias de Marketing Digital, é necessário entender os motivos que levam um consumidor a optar por uma coisa em detrimento de outra — e é aqui que lhe apresentamos os gatilhos mentais.

Que tal conhecer 9 gatilhos mentais que ajudam a converter no Marketing Digital? Continue a leitura!

O que são gatilhos mentais?

A verdade é que, se a sua empresa não investe em Marketing Digital, ela está desperdiçando boas oportunidades e deixando dinheiro na mesa. Para traçar um bom caminho ao utilizar esse tipo de estratégia na hora de promover seus produtos e serviços, garantindo boas vendas, você deve aprender um pouco sobre gatilhos mentais. Mas o que são gatilhos mentais, afinal?

Às vezes tomamos uma decisão no piloto automático porque são tantas a escolhas a serem feitas durante o dia que o nosso cérebro pode sofrer um esgotamento mental se precisarmos pensar bastante sobre cada uma delas. São os gatilhos mentais que vão ajudar o cérebro nessa tarefa de tomar decisões de forma inconsciente e de maneira mais automática.

No Marketing Digital, esses gatilhos são usados nas técnicas de persuasão. Como eles estão diretamente relacionados às emoções dos consumidores, fica mais fácil conquistar pessoas para o lado da sua empresa.

Como os gatilhos mentais podem ser utilizados no Marketing?

Para alavancar suas vendas, nada melhor do que dominar a arte da persuasão. Se você deseja engajar as pessoas e motivá-las a se interessar pela sua empresa, precisa aplicar corretamente os gatilhos mentais.

Quando falamos de vendas, devemos nos lembrar de que, muitas vezes, os consumidores não realizam compras devido a uma necessidade real e sim a uma necessidade construída. Isso quer dizer que a partir dos gatilhos mentais, empresas podem elaborar promoções, campanhas ou qualquer outra ação que incentive o público a comprar algo.

Para aplicar os gatilhos mentais, você pode aplicar em redes sociais, blog posts e e-mails, por exemplo. Em conteúdos informativos, o objetivo é produzir mensagens claras, convidativas e atrativas.

Já em mensagens mais diretas sobre vendas, os gatilhos mentais ajudam a aumentar a conversão. Agora, observaremos 9 exemplos de gatilhos mentais que podem ser aproveitados em seu negócio:

1. Gatilho da reciprocidade

Aquela frase que diz “gentileza gera gentileza” é a base do Inbound Marketing. Imagine o seguinte: uma pessoa faz algo que seja bom para você sem pedir nada em troca.

Provavelmente, isso fará com que você se sinta grato e com vontade de retribuir. É com isso que o Gatilho da Reciprocidade trabalha!

Isso acontece graças à nossa tendência natural de querer recompensar uma pessoa que nos gera valor de forma espontânea. No marketing, é preciso adotar a máxima “é dando que se recebe” e, primeiro, oferecer algo para, só depois, esperar ter algum lucro, não o contrário.

Exemplos práticos de ação

Você pode usar o gatilho mental da reciprocidade em qualquer tipo de negócio, mesmo se a sua empresa não utilizar estratégias de marketing de conteúdo. Basta se habituar a se apoiar na reciprocidade, sendo amigável e mostrando-se útil aos consumidores.

Que tal, por exemplo, oferecer um brinde ao cliente quando ele fizer sua primeira compra? Dessa forma, ele ficará mais propenso a realizar uma segunda compra e assim por diante.

Já no marketing de conteúdo, você pode oferecer materiais gratuitos para o seu público-alvo, quer eles realizem compras ou não. Dessa forma, os leitores retribuirão o favor assinando a sua newsletter ou até comprando um de seus produtos ou serviços.

2. Gatilho da autoridade

Se você deseja que o seu público confie no seu trabalho, então, você precisa se posicionar como autoridade no nicho de mercado em que sua empresa atua e se comportar como uma pessoa responsável e que sabe realmente o que está fazendo. Isso porque o seu público-alvo precisa sentir que a sua empresa se destaca e que pode ser a melhor opção do segmento.

Mas atenção: ao se afirmar como autoridade, sua credibilidade entrará em jogo. Portanto, é fundamental que você só se mostre especialista sobre aquilo que conhece a fundo. Caso você não se sinta confortável para se expor, pode deixar que outras autoridades da área falem por você e endossem sua marca, garantindo resultados expressivos.

Exemplos práticos de ação

Suponhamos que o seu negócio pertença ao ramo de vendas de aparelhos auditivos. Não seria ótimo se um fonoaudiólogo renomado pudesse comprovar a veracidade da sua marca?

Certamente, um especialista desse tipo eliminará quaisquer dúvidas que o seu público possa ter em relação à utilidade dos seus produtos. Se você tiver um cliente famoso ou importante, a publicação de um case de sucesso, por exemplo, também pode gerar grande nível de aprovação da sua marca.

3. Gatilho da prova social

Uma grande estratégia para conseguir vender mais é mostrar ao público-alvo outras pessoas utilizando o seu produto ou serviço. Já que somos seres extremamente sociais, costumamos seguir tendências e acreditar que, se várias pessoas estão aderindo a uma marca, então isso quer dizer que ela é boa.

Isso também acontece quando pessoas falam bem da sua empresa publicamente, como em artigos ou vídeos. Demonstrar popularidade despertará um desejo de compra imediato nos potenciais consumidores.

Exemplos práticos de ação

Uma boa opção é disponibilizar depoimentos no site da sua empresa para mostrar que ela é de confiança e que muitas pessoas estão utilizando seus produtos e serviços. Dessa forma, você ativa um gatilho mental no leitor que o impulsiona a querer realizar compras também para não ficar de fora. Em blog posts, por exemplo, você pode usar frases de efeito que mostram a abrangência da sua empresa, tais como:

  • “Ando recebendo muitos e-mails de pessoas me perguntando sobre…”

  • “Que tal participar da nossa comunidade com mais de x pessoas que se beneficiaram com os nossos serviços?”

  • “Já são mais de x pessoas impactadas positivamente pela nossa marca.”

4. Gatilho da novidade

Todo mundo adora uma novidade! Pode até ser que coisas familiares nos causem conforto, mas é a novidade que nos deixa mais motivado a buscar por recompensas.

Diariamente, somos expostos a várias novidades: novos modelos de smartphone, carros e roupas da moda. Mesmo que haja pouca diferença entre um modelo e outro, ainda acreditamos que o novo é moderno, inovador e, consequentemente, melhor.

Exemplos práticos de ação

Podemos concluir que, para manter o interesse do público pela sua empresa, é necessário anunciar novidades de tempos em tempos. No marketing de conteúdo, lance sempre posts falando sobre novidades e curiosidades. Além disso, produza materiais que ajudem o seu público a se manter atualizados.

5. Gatilho da escassez e da urgência

É a partir desse gatilho que você pode ativar um sentimento de risco no seu público, como se ele estivesse prestes a perder uma grande oportunidade. Ninguém quer que isso aconteça.

Por meio da escassez, estimulamos a urgência e é assim que podemos anular a procrastinação. Em vez de adiar uma decisão de compra, o potencial cliente não vai querer perder a oportunidade proporcionada pela sua empresa e será estimulado a fechar negócio rapidamente!

Exemplos práticos de ação

Esse gatilho pode ser colocado em prática quando você sugerir ao público que certos produtos ou serviços são populares e limitados. Quando promoções forem lançadas, sempre deixe claro que os preços e condições de pagamento só estarão disponíveis durante um curto período ou até enquanto durar o estoque.

6. Gatilho da segurança

Quando você compra um produto, um dos fatores que lhe influenciam a optar por uma marca é a segurança que, tanto o vendedor quanto o produto transmitem. Portanto, se o seu potencial cliente sente que você e a sua marca são confiáveis, as chances de ele escolher o seu produto como a solução ideal são bem maiores.

Melhor ainda: compartilhar resultados também deixará o seu público mais seguro, principalmente quando se trata de produtos novos. É importante mostrar que eles também estão sendo úteis na vida de outras pessoas.

Exemplos práticos de ação

Use frases para mostrar que o seu cliente pode confiar na sua marca:

  • “O serviço X já ajudou mais de Y pessoas a alavancarem o seu negócio.”

  • “O produto X aumentará em 100% as chances de sua empresa expandir as vendas.”

7. Gatilho da razão

Ao oferecer um produto ou serviço, o potencial cliente é mais facilmente convencido quando você lhe apresenta os motivos pelos quais ele deve realizar a compra. Caso ele tenha objeções, é necessário que elas sejam rebatidas.

É a partir da razão que podemos chegar a conclusões. É por isso que apresentar e enumerar razões aos consumidores aumenta as chances de receber respostas positivas.

Exemplos práticos de ação

No marketing de conteúdo, use um tom de notícia, expressões taxativas e palavras que passem uma ideia de credibilidade:

  • “Especialistas descobriram que (…)”

  • “Pesquisas recentes mostram que (…)”

  • “Cientistas levantaram X razões para (…)”

  • “Médicos revelaram X motivos para (…)”

8. Gatilho da afinidade

É fato que gostamos de comprar produtos de empresas com as quais nos identificamos. É por essa razão que você deve conhecer bem o seu público-alvo e definir uma buyer persona.

O storytelling é a estratégia utilizada pelo marketing de contar histórias interessantes com o intuito de envolver o consumidor. O seu personagem principal deve compartilhar de características parecidas com o consumidor, como medos, problemas e angústia, causando rapidamente uma afinidade. Isso deixa, automaticamente, o potencial cliente inclinado a comprar.

Exemplos práticos de ação

Mostre que você divide os mesmos problemas com o seu consumidor e que o compreende. Assim, ele se conectará com você:

  • “Assim como você, eu já sofri com esse problema.”

  • “Eu nem sempre fui bem-sucedido. Já enfrentei X problemas, assim como você.”

9. Gatilho da curiosidade

Responda: se hoje alguém lhe disser que tem um assunto muito importante para resolver com você amanhã, certamente você ficará ansioso e nem dormirá direito. O gatilho da ansiedade é facilmente disparado quando damos uma informação incompleta e que precisa de mais elementos para ser compreendida.

Exemplos práticos de ação

Você pode usar imagens estranhas, uma foto com pessoas cochichando, o aviso “não conte para ninguém” e palavras que deem a ideia de segredo. Quando for produzir um conteúdo com dicas sobre um assunto, mencione “a dica X é a mais poderosa” nas chamadas.

Agora que você conhece 9 gatilhos mentais e alguns exemplos de ação, lhe daremos um conselho: antes de apostar nessa estratégia, você precisa conhecer e compreender seu público-alvo para saber de que maneira poderá influenciá-los. Só assim você conseguirá descobrir quais gatilhos mentais poderão ser aplicados eficientemente no Marketing Digital. Portanto, estude como funciona a mente dos seus clientes para ter o poder de agir sobre suas decisões.

Por fim, é importante lembrar que você deve ser criativo, independente da escolha dos gatilhos mentais. Mantenha o foco no seu público.

Pense em seus anseios, problemas, objetivos e desafios encontrados na vida pessoal e profissional. Assim, os resultados serão ainda maiores!

Qual destes gatilhos mentais você gostou mais? Já utilizou algum deles nas suas estratégias de Marketing Digital? Deixe seu comentário!

Este post foi útil para você? Compartilhe-o nas redes sociais e ajude os amigos a expandir seu conhecimento acerca do Marketing Digital!